A Peregrinação Interior Este livro contém os ensinamentos essenciais sobre a Meditação Cristã. O Autor, através de um conjunto de instruções simples, ensina como se deve meditar e explica a importância da meditação para a vida de um cristão, descrevendo os estágios e os frutos da caminhada contemplativa. http://www.paulinas.pt/Product_Detail.aspx?code=1205 Fri, 20 Oct 2017 11:07:06 GMT As maravilhas de Deus Este livro sobre a Venerável Sílvia Cardoso é constituído sobretudo de testemunhos, através dos quais sobressaem os dons, graças e carismas – as maravilhas de Deus – que distinguem a vida e a ação apostólica da Serva de Deus. Foram privilegiados documentos particulares e testemunhos inéditos, conservados pela família no arquivo da Casa da Torre, ou entregues ao Movimento pró-Canonização e à Postulação da sua Causa de Beatificação e Canonização. E neles se destaca, desde logo, um traço marcante do seu retrato místico: a união da contemplação mais elevada à ação mais intensa. Dela disse o recém falecido Bispo do Porto: «Sílvia Cardoso vivia em desassossego constante, como andarilha de Deus que sai constantemente de casa, perdida de amor, pelos perdidos do seu tempo, procurando respostas integradas e integrais às necessidades materiais e espirituais do seu tempo.» http://www.paulinas.pt/Product_Detail.aspx?code=2226 Thu, 19 Oct 2017 14:50:27 GMT Esse Amor que o mundo esquece As Monjas de Belém são mulheres que se retiram do mundo para adorar a Deus, no coração da Santíssima Trindade. Inès de Warren partiu ao seu encontro com uma mochila cheia de perguntas. Porquê ela? Porquê aquela ordem monástica? Será que ela pode ser feliz numa vida assim? Visitando vários mosteiros, em França e na Terra Santa, a autora interroga e encontra-se com monjas vindas dos outros cantos do mundo, com histórias variadas, por vezes rocambolescas, e com amigos da congregação, antigos funcionários da Segurança Social, construtores de mosteiros, uma rapariga de mãos tatuadas, um <i>sheik</i> palestiniano, um pastor sueco, filhos e filhas de Israel, um ex-manequim, um cardeal, um homem de negócios mexicano. Pouco a pouco, surgem as respostas, por vezes inesperadas, mas sempre sinceras e autênticas. Acima de tudo, a autora descobre esse Amor que o mundo esquece e pelo qual as monjas deixaram tudo. http://www.paulinas.pt/Product_Detail.aspx?code=2225 Thu, 19 Oct 2017 14:50:07 GMT A Quem Iremos? - Uma História de Libertação O Caderno e o Guia A QUEM IREMOS? Uma História de Libertação são suporte e proposta para uma iniciação de crianças e pré-adolescentes à fé cristã e situam-se na continuidade dos que foram anteriormente editados: ONDE MORAS? Uma História de Encontro. <br />A orientação específica destes novos materiais pode resumir-se assim: ajudar as crianças a encontrar, na história do Antigo Testamento, o tesouro da memória da História da Salvação, desde a criação da humanidade. O desafio é apresentar às crianças “os meandros” de uma história de Criação, de Aliança, de Libertação e de Fidelidade de Deus ao seu Povo. E testemunhar a pessoa de Jesus, o Cristo, como aquele em que a Promessa, a Libertação e a Aliança ganham pleno sentido. E, ao mesmo tempo, ir descobrindo em grupo que, agora, é a nossa vez de nos sabermos, como Povo de Deus, peregrinos do Reino e do novo céu e da nova terra. http://www.paulinas.pt/Product_Detail.aspx?code=783 Thu, 19 Oct 2017 13:01:05 GMT As parábolas de Jesus – <i>Lectio divina</i> De uma forma simplificada, pode definir-se a parábola como sendo uma história humana de que se pode extrair um significado moral ou espiritual. Neste pequeno livro reúnem-se as principais parábolas de que Jesus se serviu na pregação do seu ensinamento. E, neste campo, Jesus pouco ou nada inovou, pois remeteu-se a usar um método muito difundido pelos rabinos judeus, e que muitos e proveitosos frutos ofereceu ao longo da história de Israel, e também aos seus ouvintes de hoje. <br /> <br /><b>Organização de</b> Maria Rosa Ribeiro http://www.paulinas.pt/Product_Detail.aspx?code=2213 Thu, 19 Oct 2017 13:00:18 GMT O Capelão Militar Neste livro, o leitor vai encontrar a biografia do coronel capelão aposentado António Francisco Gonçalves Simões, a sua ação pastoral não só no Ultramar, como também após o regresso dos teatros da guerra, até à colaboração que presta atualmente na catedral do Funchal. Ao mesmo tempo, é um testemunho sobre o papel do capelão militar nos meios castrenses, quer em tempo de guerra – como foi o caso dos capelães militares dos primeiros cursos realizados, já lá vão cinquenta anos –, quer em tempo de paz. Como indica o subtítulo do livro, fornecem-se aqui importantes elementos para a elaboração de uma história do Ordinariato Castrense em Portugal. http://www.paulinas.pt/Product_Detail.aspx?code=2229 Thu, 19 Oct 2017 12:38:36 GMT Incansável intercessor O papa São João Paulo II foi modelo de discípulo fiel de Jesus, dedicado filho de Maria, modelo de sacerdote, líder da juventude, consolador dos doentes, defensor da dignidade humana, combatente pela paz, dedicado pastor da Santa Igreja, incansável peregrino, intercessor das famílias, amigo dos pequeninos. Agora que temos a sua companhia no Céu, chamamos-lhe incansável intercessor, uma vez que isso expressa bem a sua missão a partir da pátria celeste. Este livro apresenta muitos testemunhos de graças e milagres operados por sua intercessão. http://www.paulinas.pt/Product_Detail.aspx?code=2228 Thu, 19 Oct 2017 12:36:03 GMT Viagem ao inconsciente O conteúdo principal do livro tem que ver com a pessoa humana, homem e mulher, e a importância do seu inconsciente. Podemos perguntar-nos, a cada instante: afinal, porque faço isto ou penso assim? Qual a motivação profunda? Já aprendi a ler as minhas intenções profundas, que escondo, habitualmente, aos outros? E donde me vem tal atitude? Sou feliz assim? Assumo a minha história de qualidades, limites e defeitos como ela é? Se assim for, aproximo-me do sentimento de felicidade, por ser igual a mim mesmo: SOU O QUE SOU, neste momento. A pessoa humana é livre e responsável pelo seu crescimento no tempo. http://www.paulinas.pt/Product_Detail.aspx?code=2227 Thu, 19 Oct 2017 12:30:57 GMT Memória do limite O que é o humano? O que nos torna humanos? O que é um corpo humano? Como viver, e como morrer, «humanamente»? Estas perguntas ressoam com uma força particular hoje, num tempo que, pelo menos no Ocidente rico e tecnologicamente avançado, conhece a implementação de um verdadeiro arsenal de tecnologias biomédicas aplicado ao corpo humano que tem vindo a modificar radicalmente a sexualidade e a procriação, o nascimento, o envelhecimento e a morte do homem. São perguntas que podemos temer porque revelam um futuro desconhecido e que nos pode assustar. Todavia, ao mesmo tempo que declaram aberta aquela fase cultural que alguns colocam sob o signo do pós-humano, estas interrogações fazem-se apenas eco da antiga afirmação platónica segundo a qual uma vida que não se interrogue nem busque não é digna de ser vivida. http://www.paulinas.pt/Product_Detail.aspx?code=2223 Thu, 19 Oct 2017 12:20:11 GMT Comentário à liturgia dominical e festiva – Ano B Porque é que a Bíblia é tão importante para a vida cristã? «Porque nos permite – diz Luciano Manicardi – conhecer Jesus de Nazaré... Através da Bíblia, e dos Evangelhos em particular, podemos conhecer a humanidade de Jesus Cristo e o sentido profundo dos seus gestos. A vida cristã pode assim nutrir-se das fontes, da “fonte genuína” da fé, como diz a <i>Dei Verbum</i>. E este conhecimento não é puramente intelectual, mas constitui uma indicação da via a percorrer, um conhecimento prático que nos diz como orientar a nossa humanidade pessoal, aqui e hoje.» Por isso, este livro não é apenas para os agentes pastorais que pregam a Palavra de Deus nas comunidades cristãs, mas também, e sobretudo, para os cristãos que desejam alimentar-se dela e a procuram concretizar na vida quotidiana. http://www.paulinas.pt/Product_Detail.aspx?code=2224 Thu, 19 Oct 2017 12:19:33 GMT Celebração do Tempo 2018 O calendário inter-religioso <i>Celebração do Tempo 2018</i>, que assinala as principais datas celebrativas dos grandes grupos religiosos implantados em Portugal, bem como algumas importantes efemérides nacionais e internacionais, marca desta vez o início do ciclo de comemorações dos 600 anos da descoberta oficial do Arquipélago da Madeira e recorda-nos que o ano que se aproxima foi declarado Ano Europeu do Património Cultural. <br />O tema literário – <i>Portugal, pioneiro da globalização</i> – tem muito que ver com essas referências. Primeiro, porque a Madeira se viria a tornar «uma verdadeira rampa de lançamento deste processo de globalização, oferecendo a Portugal um centro de operações no meio do Atlântico para a projeção das suas viagens intercontinentais». Depois, porque essa expansão marítima muito contribuiu, com o revolucionário conceito de «descoberta», para o desenvolvimento da ciência moderna e o enriquecimento de um património cultural comum aos europeus. http://www.paulinas.pt/Product_Detail.aspx?code=2222 Thu, 19 Oct 2017 12:09:06 GMT Um dia em Fátima História juvenil que narra a cerimónia da canonização dos pastorinhos Jacinta e Francisco de Fátima, pelo papa Francisco, sob o olhar de uma adolescente, e tendo em conta também as suas preocupações. É um texto cheio de ternura, que sublinha ainda a importância da amizade e da partilha. Um texto belo, à semelhança de tantos outros a que Maria Teresa Gonzalez já nos habituou. http://www.paulinas.pt/Product_Detail.aspx?code=2221 Thu, 19 Oct 2017 12:08:38 GMT «Famílias, continuemos a caminhar!» Alegria e discernimento são as palavras-chaves para caminhar como família à luz da Palavra de Deus e da Exortação Apostólica <i>Amoris laetitia</i> do papa Francisco: «Avancemos, famílias, continuemos a caminhar! Aquilo que se nos promete é sempre mais. Não percamos a esperança por causa dos nossos limites, mas também não renunciemos a procurar a plenitude de amor e comunhão que nos foi prometida» (n. 325). <br />Este livro é um guia, em sete encontros, para trabalhar o documento pontifício em grupos familiares, tendo sido preparado por um casal com muita experiência neste âmbito pastoral. http://www.paulinas.pt/Product_Detail.aspx?code=2220 Thu, 19 Oct 2017 12:08:17 GMT Maria de Magdala Os textos neotestamentários sobre Maria Madalena, em teoria, não são muito diferentes dos que referem Pedro, Paulo ou João. Mas, então, porque é que a tradição eclesial chegou a identificá-la com a prostituta dos Evangelhos canónicos, e os escritos gnósticos mencionam um conflito ministerial entre ela e Pedro? Nos Evangelhos, Maria de Magdala pertence ao grupo de mulheres que seguiu Jesus, da Galileia até ao Gólgota, e foi a primeira testemunha da Ressurreição, «apóstola» dos Apóstolos. No entanto, depois, ela passaria a um segundo plano, e os textos posteriores fizeram dela uma personagem artificial, multifacetada e sem força testemunhal. Este livro, a duas vozes, esboça um mosaico que nos ajudará a conhecer profundamente a rica figura bíblica de Maria Madalena. http://www.paulinas.pt/Product_Detail.aspx?code=2219 Thu, 19 Oct 2017 12:07:55 GMT Lúcia de Jesus Com o rigor a que já nos habituou, o padre Fernando Silva brinda-nos com uma belíssima biografia da Irmã Lúcia, a última vidente de Fátima, cuja primeira etapa do processo de beatificação e canonização foi concluído no ano do Centenário das Aparições, estando agora aos cuidados da Congregação das Causas dos Santos, em Roma. Como já acontecia em <I>Pastorinhos de Fátima</i>, o Autor sublinha a importância da família na transmissão dos valores religiosos aos videntes da Cova da Iria, nomeadamente: o amor da verdade, a alegria, o espírito de serviço, a generosidade e a compaixão pelos mais carecidos. Desenvolvendo uma narrativa coerente, bem fundamentada e, ao mesmo tempo, atrativa, o livro revela-nos um retrato autêntico de Lúcia de Jesus: uma «alma contemplativa» e «uma pessoa muito ativa, de resposta pronta e com sentido de humor, tudo isto enriquecido por uma compaixão profunda». http://www.paulinas.pt/Product_Detail.aspx?code=2218 Thu, 19 Oct 2017 12:07:37 GMT A grande rutura No último dia de outubro de 2016, em Lund (Suécia), tinha início a comemoração dos 500 Anos da Reforma de Lutero. A «revolta» de Lutero – simbolizada num documento com 95 teses contra o comércio das indulgências – teve um impacto assinalável na história europeia, ficando bem expresso nos múltiplos «rasgões» infligidos à cristandade ocidental. Assinalando esses eventos, um grupo de investigadores deu corpo ao livro <i>A grande rutura</i>, constituído de olhares diversificados sobre Lutero – a sua obra e as suas ideias (teologia, política, Igreja, música) – e a Reforma protestante (os diversos protestantismos e o olhar católico), numa iniciativa algo inédita entre nós. A publicação ficou ainda sobremaneira enriquecida com o Prefácio do Professor José Eduardo Franco e o Posfácio do Professor Eduardo Lourenço. http://www.paulinas.pt/Product_Detail.aspx?code=2217 Thu, 19 Oct 2017 12:07:20 GMT Encontro «Seguir Jesus na sua humanidade» <p style="margin: 0cm 0cm 10pt;"><span lang="PL">A <strong>Funda&ccedil;&atilde;o Bet&acirc;nia</strong> organiza encontros de forma&ccedil;&atilde;o crist&atilde; com <strong>Luciano Manicardi</strong>, Prior da Comunidade de Bose.</span></p> <br /><p style="margin: 0cm 0cm 10pt;"><span lang="PL">Encontro <strong>&laquo;Seguir Jesus na sua humanidade&raquo;</strong></span></p> <br /><p style="margin: 0cm 0cm 10pt;"><span lang="PL">Inscri&ccedil;&otilde;es no site <em>www.fundacao-betania.org</em> ou no local do encontro - 15&euro; por pessoa.</span></p> http://www.paulinas.pt/Events_Detail.aspx?id=195 Thu, 19 Oct 2017 11:36:08 GMT Encontro «Seguir Jesus na sua humanidade» <p style="margin: 0cm 0cm 10pt;"><span lang="PL">A <strong>Funda&ccedil;&atilde;o Bet&acirc;nia</strong> organiza encontros de forma&ccedil;&atilde;o crist&atilde; com <strong>Luciano Manicardi</strong>, Prior da Comunidade de Bose.</span></p> <br /><p style="margin: 0cm 0cm 10pt;"><span lang="PL">Encontro <strong>&laquo;Seguir Jesus na sua humanidade&raquo;</strong></span></p> <br /><p style="margin: 0cm 0cm 10pt;"><span lang="PL">Inscri&ccedil;&otilde;es no site <em>www.fundacao-betania.org</em> ou no local do encontro - 15&euro; por pessoa.</span></p> http://www.paulinas.pt/Events_Detail.aspx?id=196 Thu, 19 Oct 2017 11:32:26 GMT Conferência «Redescobrir a dimensão contemplativa da vida» <p style="margin: 0cm 0cm 10pt;"><span lang="PL">A <strong>Funda&ccedil;&atilde;o Bet&acirc;nia</strong> organiza encontros de forma&ccedil;&atilde;o crist&atilde; com <strong>Luciano Manicardi</strong>, Prior da Comunidade de Bose.</span></p> <br /><p style="margin: 0cm 0cm 10pt;"><span lang="PL">Confer&ecirc;ncia <strong>&laquo;Redescobrir a dimens&atilde;o contemplativa da vida&raquo;</strong> Uma urg&ecirc;ncia antropol&oacute;gica</span></p> <br /><p style="margin: 0cm 0cm 10pt;"><span lang="PL"><span lang="PL">Entrada livre</span></span></p> <br /><p style="margin: 0cm 0cm 10pt;"><span lang="PL"><br /></span></p> http://www.paulinas.pt/Events_Detail.aspx?id=194 Thu, 19 Oct 2017 11:26:34 GMT Apresentação de «Novos títulos de Luciano Manicardi» <p style="margin: 0cm 0cm 10pt;"><span lang="PL">A <strong>Paulinas Editora</strong> distingue a visita de <strong>Luciano Manicardi</strong>, Prior da Comunidade de Bose e autor da Paulinas, com a publica&ccedil;&atilde;o de dois novos t&iacute;tulos. </span></p> <br /><p style="margin: 0cm 0cm 10pt;"><span lang="PL">Ser&atilde;o apresentados pelo Pe. Tolentino Mendon&ccedil;a.</span></p> <br /><p style="margin: 0cm 0cm 10pt;"><span lang="PL"><br /></span></p> http://www.paulinas.pt/Events_Detail.aspx?id=193 Thu, 19 Oct 2017 10:50:48 GMT Apresentação do livro «Fátima em Lisboa» <p>A <strong>Paulinas Editora</strong> e a <strong>Par&oacute;quia de Nossa Senhora do Ros&aacute;rio de F&aacute;tima</strong>, por ocasi&atilde;o da comemor&ccedil;&atilde;o do Centen&aacute;rio das Apari&ccedil;&otilde;es, convidam V. Ex.&ordf; para uma visita guiada &agrave; igreja e apresenta&ccedil;&atilde;o do livro <em>F&aacute;tima em Lisboa</em> do Di&aacute;cono Tom&aacute;s Machado Lima, pelo C&oacute;nego Ant&oacute;nio Rego.</p> http://www.paulinas.pt/Events_Detail.aspx?id=192 Thu, 12 Oct 2017 10:23:47 GMT O Curador Ferido Henry Nouwen – neste livro que é considerado por muitos como uma das suas melhores obras – situa-se na sustentável crueza do ser: “homem nuclear”, frágil, habitado e seduzido. Um livro a não perder por todos os feridos, por todos os que cuidam, por todos os que, cuidando, querem aprender a transformar as próprias feridas em fonte de cura... do outro e de si mesmos. http://www.paulinas.pt/Product_Detail.aspx?code=81 Tue, 10 Oct 2017 12:42:46 GMT Nenhum Caminho Será Longo «A amizade é uma experiência universal e representa, para cada pessoa, um percurso inapagável de humanização e de esperança. Contudo, precisamos de uma sabedoria, e também de uma sabedoria espiritual, que nos permita vivê-la mais plenamente» (do «Umbral»). <br />«Este livro de José Tolentino Mendonça nomeia o significado profundo da amizade e, ao mesmo tempo, o seu segredo, a serena aceitação dos limites… O autor explora este tema com um raro conjunto de referências, uma imersão profunda na Palavra de Deus, associada também a uma penetrante compreensão das raízes clássicas da nossa civilização, uma sensibilidade para a poesia, infelizmente tão ausente na teologia, e intuições profundas que serão certamente acolhidas com interesse também por outras culturas. Este é um livro que revela um profundo respeito pelo outro, um livro para ser saboreado» (Timothy Radcliffe). <br /> <br />Em 7.ª edição, Nenhum caminho será longo, depois de, internamente, ter merecido o destaque de «TOP de vendas», passou também a fazer parte das opções editoriais, no estrangeiro, com edições em Itália, Espanha, República Checa, América do Norte, Brasil e todos os países da América Latina. <br /> <br /><iframe width="280" height="189" src="http://www.youtube.com/embed/9QOwquf1H7s" frameborder="0" allowfullscreen></iframe><br><br><br><iframe width="280" height="189" src="http://www.youtube.com/embed/vgI0DAGYdIc?rel=0" frameborder="0" allowfullscreen></iframe><br><br><br><iframe width="280" height="189" src="http://www.youtube.com/embed/HP6WPsxlPxk?list=UUYWsKEOqUNhO5ezLRTL2icg" frameborder="0" allowfullscreen></iframe> <br /> <br /><b>Críticas de Imprensa:</b> <br />“A delicadeza com que José Tolentino Mendonça nos convoca para pensar a amizade é tocante. Avançamos sobre o tema numa espécie de voo em balão de ar quente; a sensação de vermos de cima, sim, mas a passo tranquilo – sem qualquer ruído perturbador.” <br /><b>Gonçalo M. Tavares,</b> Escritor <br /> <br />“Fascinante e profunda reflexão sobre os caminhos da amizade... Um périplo de leitura com todas as marcas de uma grande e verdadeira viagem espiritual.” <br /><b>Frederico Lourenço,</b> Escritor <br /> <br />“Em Nenhum Caminho será Longo, somos surpreendidos por uma proposta inspirada que só uma pessoa com a grandeza de José Tolentino de Mendonça nos poderia oferecer.” <br /><b>Joana Carneiro,</b> Maestrina <br /> <br />“As palavras de José Tolentino Mendonça são uma revelação.” <br /><b>Martim Avillez Figueiredo,</b> Jornalista <br /> <br />«Este é um livro que revela um profundo respeito pelo outro, um livro para ser saboreado» <br /><b>Timothy Radcliffe</b> <br /> <br />«Mas Portugal tem outro fator de diferenciação: as pessoas. E associado às mesmas, destaca-se a amizade. Tema da última obra do padre, ensaísta e poeta José Tolentino Mendonça. Em “Nenhum caminho será longo” (Paulinas), obra que beija a amizade com um abraço, Tolentino fala sobre essa dádiva que, ao contrário do Produto Interno Bruto (PIB), não é quantificável. E em boa hora.» <br /><b>Mafalda Avelar,</b> <i>in</i> Diário Económico <br /> <br />«No momento de desagregação e de falta de esperança que a sociedade portuguesa atravessa é necessária uma reflexão sobre a amizade. A proposta é do padre Tolentino Mendonça no seu novo livro intitulado "Nenhum caminho será longo". <br />Numa altura em que diz que falta esperança ao discurso político, o futuro vice-reitor da Universidade Católica considera que as relações de amizade ajudam a dar sentido à vida.» <br /><b>Maria João Costa,</b> <i>in</i> Rádio Renascença <br /> <br />«José Tolentino Mendonça é um criador na substância e na forma <br />não separando uma da outra e a meu ver é sempre culto, é sempre poeta e sempre padre.» <br /><b>Marcelo Rebelo de Sousa,</b> <i>in</i> lançamento Fnac Chiado <br /> <br />«Em momentos de crise muitas pessoas estão a sentir-se sozinhas e o Padre José Tolentino Mendonça, um dos grandes poetas portugueses da atualidade, escreve um livro que é baseado num provérbio japonês, “nenhum caminho será longo se for feito ao lado do teu amigo”. Os cristãos sabem bem o que é isso, pois têm um amigo permanente na pessoa de Cristo»... <br /><b>Graça Franco,</b><i> in</i> Rádio Renascença <br /> <br />«…é uma companhia notável de releitura do evangelho cristão, raríssima entre nós com esta amplitude, com esta gramática, com uma singular capacidade de mobilizar tanto a inteligência como a comoção pura. Para um católico, este livro é uma espécie de ‘Leal Conselheiro’, pura auto-ajuda religiosa no sentido pleno e feliz da palavra, recolocando a amizade no centro da terra árida que é o nosso tempo, falando do silêncio, da imperfeição, do humor, da alegria, da vulnerabilidade, da hospitalidade, da felicidade: "A conquista de um ritmo humano para a vida não acontece de repente, nem avança com receitas de quatro tostões. Precisamos de aprender a planificar com sabedoria o dia a dia." É um livro para ser seguido – que assinala a perplexidade diante das coisas maravilhosas. É muito raro isso acontecer.» <br /><b>Francisco José Viegas,</b> <i>in</i> Correio da Manhã <br /> <br />«José Tolentino Mendonça. O Padre Tolentino pode parecer em muito o oposto de John Piper. Não por ser obscuro ou ilógico, que não é, mas por investir mais na sugestão do que propriamente no sentido. O Padre Tolentino tem um ministério da amizade (patente no último e excelente “Nenhum caminho será longo”) que não se faz nos sulcos protestantes do confronto mas nos atalhos inesperados da empatia. O Padre Tolentino serve para mim como um contra-ponto ao feitio evangélico, sempre pronto para a tareia. A minha escrita nunca será convidativa como a do Padre Tolentino mas ando a tentar». <br /><b>Tiago Cavaco</b> <br /> <br />«O livro de José Tolentino Mendonça começa como uma espécie de regato silencioso. Dá a impressão que quase se pede desculpa por voltar ao tema da amizade. Mas, as páginas somam-se e as margens vão-se alargando. E o caudal revela toda a sua riqueza, toda a sua densidade, inicialmente insuspeitável.» <br /><b>Francisco Martins, sj</b> <br /> <br />«É, como as ilhas, um homem com uma tumultuosa vida dentro de si. Por vezes fecha os olhos quando fala. Quase sempre diz coisas assombrosas. Dirige-se aos não crentes. <br />José Tolentino Mendonça acabou de lançar um livro que pretende «recolocar a amizade como um problema teológico e político», Nenhum Caminho Será Longo». <br /><b>Anabela Mota Ribeiro,</b> <i>in</i> Domingo <br /> <br />«Gostei do livro, da sua estruturação em curtos subcapítulos. Inclusive da sua textura, do formato, do tipo de letra, do papel!… Um daqueles livros físicos que nos faz pensar quanto é penoso imaginar que, daqui a uns tempos quiçá, só haverá livros digitais!...» <br />… <br />«Alimentava-me eu, desde há mais de 30 anos, em textos de pensadores como os irlandeses Joseph Murphy e Emmet Fox ou o americano Merlin R. Carothers, meus livros de cabeceira. E tenho agora, em português, quem vai no mesmo sentido de nos mostrar que… vale a pena viver!» <br /><b>José d’Encarnação,</b> Professor Universitário http://www.paulinas.pt/Product_Detail.aspx?code=1311 Tue, 10 Oct 2017 12:42:27 GMT As Minhas Orações Orações para ajudar as crianças a rezar: as orações mais conhecidas, orações para os diferentes momentos do dia, orações pela família, pelos amigos, pela paz… como se reza o terço, os Sacramentos, os Dons do Espírito Santo e os Mandamentos. Recorda que todos os momentos do nosso dia, da nossa vida são bons para «conversar» com Deus. http://www.paulinas.pt/Product_Detail.aspx?code=342 Tue, 10 Oct 2017 12:42:09 GMT A verdade é um encontro O dia do Papa começa antes das cinco horas da manhã e é nutrido pelas leituras da Missa do dia: é este tempo de oração que o Santo Padre deseja partilhar quotidianamente com os fiéis, não numa solene celebração em São Pedro, mas numa Missa «doméstica», na capela da residência de Santa Marta. As homilias do papa Francisco, que se tornaram num dos aspetos mais característicos do seu pontificado, nascem ali, espontaneamente, e constituem o coração pulsante da sua pastoral, mensagens densíssimas que apelam ao coração do Evangelho. O papa Francisco fala de ternura, de fé e de ideologia, de espírito e de organização, e de muitas outras coisas. Durante um ano, o Papa desenrolou o mapa da sua vida espiritual e do seu empenho sacerdotal, num esforço que transcende a simples «comunicação de uma verdade»: estas páginas são muito mais do que isso. São a felicidade de falar a favor do bem, que consiste em aproximar as pessoas umas das outras. Deus exerce assim o seu poder mediante a palavra humana. <br /> <br /><iframe width="320" height="229" src="//www.youtube.com/embed/3xXv1FZPtD0?list=UUEzxhT0UbTJJ2zBjP1lfX4A" frameborder="0" allowfullscreen></iframe> <br /> <br /><b>Críticas de Imprensa:</b> <br />«"A Verdade é um Encontro" ilumina-nos com Homilias feitas pelo próprio Papa, em Santa Marta. Um ano de palavras, entre as mais lidas no mundo. Palavras fortes, com reparos precisos, que nos guiam nas lutas de cada dia. Palavras de ternura, de fé, de ideologia, de espírito, de organização e de outras coisas.» <br /><b>Filipa Estrela, <i>in</i> Destak</b> <br /> <br />«Há missas de ritual perfeito que são também um perfeito aborrecimento. Algumas são salvas pela qualidade da música, outras pela acutilância das homilias. Raras são as celebrações que combinam todos os elementos da encenação simbólica da graça, em consonância com a experiência de vida quotidiana de uma assembleia cristã. <br />Jorge Bergoglio - não o “Santo Padre”, mas o pecador confesso - é um caso raro. Incarna uma novíssima cultura da graça da pregação tocando a sensibilidade, a mente e o coração das pessoas de diferentes povos, continentes e culturas, segundo inumeráveis testemunhos.» <br /><b>Frei Bento Domingues, <i>in</i> Público</b> <br /> http://www.paulinas.pt/Product_Detail.aspx?code=1977 Tue, 10 Oct 2017 12:40:43 GMT A Mística do Instante O teólogo Karl Rahner assinou uma famosa interjeição que dizia: “o cristão do futuro ou será um místico ou nada será!”. Mas temos de entender-nos sobre o que é a mística. Uma interpretação muito disseminada encara-a como uma prática elitista que consiste num desligar-se do mundo para reentrar no espaço interior. A narrativa bíblica, porém, afasta-se propositadamente das versões espiritualistas. Ela defende uma compreensão unitária da vida, não deixando dúvidas sobre o necessário envolvimento dos sentidos corporais na expressão crente. Os sentidos do nosso corpo abrem-nos à presença de Deus no instante do mundo. Eles são grandes entradas e saídas da nossa humanidade e da nossa fé. <br />A mística do instante reenvia-nos para o interior de uma existência autêntica, ensinando-nos a ser realmente presentes: a ver, a ouvir, a tocar, a saborear, a inebriar-nos com o perfume sempre novo do instante. <br /> <br />Na 2.ª edição, A mística do instante, depois de, internamente, ter merecido o destaque de «TOP de vendas», passou também a fazer parte das opções editoriais, no estrangeiro, com edição em Itália, Espanha e Brasil. <br /><b>17.000 exemplares em quatro semanas</b> <br /> <br />A revista «Estante», publicada pela FNAC, considera «A Mística do Instante», de José Tolentino Mendonça, um dos 10 livros «imperdíveis» de 2014 na área da não ficção. <br /> <br />Autor selecionado nos exames nacionais de Português 2015 <br /> <br /><b>Prémio literário Res Magnae 2015</b> <br /> <br /><iframe width="320" height="229" src="//www.youtube.com/embed/Wmu_Wxkpmjk" frameborder="0" allowfullscreen></iframe> <br /> <br /><iframe width="320" height="229" src="//www.youtube.com/embed/Y0DuryuU56g" frameborder="0" allowfullscreen></iframe> <br /> <br /><iframe width="320" height="229" src="//www.youtube.com/embed/iYTi9j3sysE?list=UUQZzWj3rrXrJ6j5UH4hLFQQ" frameborder="0" allowfullscreen></iframe> <br /> <br /><b>Críticas de Imprensa:</b> <br />«[em A Mística do Instante] Tolentino Mendonça, padre, poeta, ensaísta, especialista em estudos bíblicos, tradutor e conselheiro no Vaticano, lançou uma nova Teologia dos Sentidos. A gramática espiritual e sensorial do corpo.» <br /><b>Laurinda Alves,<i> in</i> Observador</b> <br /> <br />«[A mística do instante]… a leitura ainda continua a ser uma forma de combater a pressa… vale a pena concedermos a nós próprios o tempo necessário para este ensaio onde os cinco sentidos são protagonistas e onde descobrimos muito sobre nós, mesmo os não crentes, a proposta é dar tempo a este livro, dar-nos tempo com este livro. Obrigado José Tolentino Mendonça.» <br /><b>Carlos Vaz Marques, <i>in</i> apresentação Fnac Chiado</b> <br /> <br />«Consultor do Pontifício Conselho para a Cultura, no Vaticano, [José Tolentino Mendonça] tem publicado tanto ensaios como textos de poesia, que formam uma obra apontada pela crítica como sendo das mais marcantes do panorama actual, tanto em termos nacionais como internacionais.» <br /><b><i>Público</i></b> <br /> <br />«Para Tolentino Mendonça, os sentidos do nosso corpo abrem-nos pois à presença de Deus no instante do mundo. Eles são grandes entradas e saídas da nossa humanidade e da nossa fé. A mística do instante reenvia-nos para o interior de uma existência autêntica, ensinando-nos a ser realmente presentes: a ver, a ouvir, a tocar, a saborear, a inebriar-nos com o perfume sempre novo do instante.» <br /><b><i>Público</i></b> <br /> <br />«Tanto ouve Bach como Bruce Springsteen, tanto saboreia um bom sushi como a carne em vinha-d’alhos caseira que a mãe faz sempre para o Natal. José Tolentino Mendonça, 48 anos, é padre, poeta, vice-reitor da Universidade Católica e acaba de ser nomeado pelo CDS para a Comissão Nacional de Ética para as Ciências da Vida. Saiu da Madeira com 1 ano, esteve em Angola até aos 8, depois voltou à ilha onde nasceu. Já passou temporadas em Nova Iorque e em Roma. Viaja por todo o mundo com a ânsia de conhecer os costumes que encontra. A 14 de Outubro apresenta 'A Mística do Instante', um livro sobre a forma como os cinco sentidos enriquecem a vida e a fé dos homens. Numa entrevista serena, Tolentino Mendonça contou à SÁBADO as melhores memórias que guarda de cada um dos sentidos: olfacto, visão, audição, paladar e tacto.» <br /><b>Rita Garcia, <i>in</i> Sábado</b> <br /> <br />“A Mística do Instante” inaugura uma nova era na forma e nas fórmulas de dizer os itinerários do quotidiano, afastando ruturas entre alma e corpo, entre o divino e o mundano, porque “o dualismo é um equívoco muito grande e acaba por levar a visão cristã por caminhos que não encontramos sublinhados no Evangelho”. <br />No seu último livro, José Tolentino Mendonça sugere uma “reconciliação” com o tempo (para vivermos uma “mística de olhos abertos”) e com o corpo (porque “o corpo que somos é uma gramática de Deus”), encontrando nos cinco sentidos referências essenciais para transformar o instante de cada um numa experiência mística. <br /><b>Paulo Rocha, <i>in</i> Agência Ecclesia</b> <br /> <br />«Talvez não seja preciso escrever mais do que Tolentino. O padre, o poeta que respondeu ao chamamento – é um chamamento, são duas formas de expressão.» <br /><b>Anabela Mota Ribeiro, jornal <i>Público</i></b> <br /> <br />«José Tolentino Mendonça tem vindo a afirmar-se internacionalmente como uma das vozes da espiritualidade do nosso tempo. Ele escreve com clareza e profundidade e a sua linguagem é tanto a de um teólogo como a de um poeta.» <br /><b>Tomáš Halík (República Checa), autor de <i>Paciência com Deus</i></b> <br /> <br />«Em Tolentino, a palavra jorra do silêncio e testemunha um exercício de humanidade amplo, inspirado na mansidão, no acolhimento e na cordialidade.» <br /><b>Luciano Manicardi (Itália), Comunidade de Bose </b> <br /> <br />«A sensibilidade de José Tolentino capta o eterno no tempo, o <i>kairos</i> no <i>chronos</i>, o mistério na contingência.» <br /><b>Maria Clara Bingemer (Brasil), Universidade Católica-Rio de Janeiro</b> <br /> <br />“Ler as páginas de Tolentino é realizar uma experiência de amizade. As suas palavras são palavras privadas ditas em público. São acolhedoras porque mantêm a raiz profunda da experiência e abrem a um diálogo em que o leitor se sente protagonista.» <br /><b>Antonio Spadaro, Diretor de La Civiltà Cattolica (Itália)</b> <br /> <br />«A Mística do Instante é um ensaio filosófico. Tolentino, que é um homem que não só gosta de contrastes, mas também de estabelecer pontes com os outros - pensem estes como ele ou não -, escolheu para apresentar o seu livro o jornalista Carlos Vaz Marques, um declarado agnóstico. O qual fez uma polémica apresentação de que eu gostei muito, mas que deve ter soado a música dodecafónica a alguns ouvidos menos preparados. <br />A tarefa não podia ser fácil, como se depreende. Tolentino falou de mística e serviu-se dos nossos cinco sentidos para abordar a nossa relação com Deus e Carlos Vaz Marques serviu-se desses mesmos cinco sentidos para falar de paixão, erotismo e temporalidade. <br />E todos ficámos com a impressão - pelo menos, eu fiquei - de que, apesar das diferenças, ambos falavam do mesmo, desse ser humano cuja grande aventura é, afinal, viver!» <br /><b>Helena Sacadura Cabral</b> <br /> <br />«A mística do instante é o mais recente livro de Tolentino Mendonça. Cada vez mais brilhante, diga-se! O livro... li-o na primeira metade do fim de semana. Para crentes e não crentes, como ficou provado ontem, ao fim da tarde, no lançamento feito pelo agnóstico (assim se autodefiniu) Carlos Vaz Marques. A mim, ajudou-me a compreender o sentido deste meu percurso; como outros o têm vindo a fazer, aliás. Um deles foi o livro de José Frazão, <i>Entre-tanto</i>, de que já dei notícia neste espaço. Dele me lembrei enquanto lia <i>A mística do instante</i>.» <br /><b>Mário Avelar</b> <br /> <br />«Voltarei ao livro ‘A Mística do Instante’, de José Tolentino Mendonça (Paulinas), mas fica o registo: uma linguagem que procura a beleza e que, através dela, nos reconcilia com o sentido da busca de um Deus sem severidade.» <br /><b>Francisco José Viegas, <i>in</i> Correio da Manhã</b> <br /> <br /> «Só um homem de Deus atento ao seu tempo e aos que o rodeiam pode escrever como Tolentino Mendonça, que fala de Deus a todos, para que todos possam descobrir Deus. Escreve com o coração, para o coração de quem o lê. <br />“A Mística do Instante” é, como todos os seus livros, de leitura obrigatória. Fala-nos da necessidade de redescobrir a importância dos sentidos e de fazer uma reconciliação profunda com o tempo que temos, mas desperdiçamos. Porque, afinal, “Deus vem na vida de todos os dias”.» <br /><b>Ângela Roque,</b> Rádio Renascença <br /> <br />«Debruçando-se sobre o conceito de mística, como revelação interior, ou como reflexo dos nossos sentidos, Tolentino Mendonça, cria uma obra que demonstra o porquê do seu sucesso como teólogo e ensaísta. A presença e o companheirismo são revelados como pontos fulcrais da nossa existência.» <br /><b>Miguel Vaz</b> - Livros - Fnac Vasco da Gama <br /> <br />«Um elogio do instante e um convite a saborear todos os momentos da vida. Tolentino, vice-reitor da Universidade Católica e reconhecido poeta, põe em causa a separação tradicional entre carne e espírito e fala até da «espiritualidade do corpo». Para viver a experiência religiosa, diz-nos, não é preciso renunciar aos sentidos.» <br /><b>Rita Silva Freire, <i>in</i> SOL</b> <br /> <br />«O espantoso em Tolentino: a sua capacidade de ligar mundos distantes, aparentemente impossíveis de serem ligados. De captar os caminhos internos do mundo e da palavra.» <br /><b>Anabela Mota Ribeiro, <i>in</i> Jornal de Negócios</b> <br /> <br />“Um autor cujo a obra é um exemplo de tolerância, diálogo e reflexão… A mística do instante, ao longo das páginas deste livro Tolentino Mendonça fala-nos em suma como a fé pode ser redescoberta nos pequenos prazeres da vida e acima de tudo como devemos estar atentos aos pormenores, aos pequenos prazeres do quotidiano de forma a que evitemos a chamada voragem dos dias encontrando alento em pormenores aparentemente insignificantes.” <br /><b>Sérgio Almeida, <i>in</i> Jornal de Notícias</b> <br /> <br />«O tema do livro não é gastronomia é religião mesmo, mas é uma leitura cheia de sabores para melhor degustarmos a compreensão da fé mística no século XXI. Boa leitura.» <br /><b>Osvaldo Meira Trigueiro, Professor Universitário (Brasil), <i>in</i> </b>http://meiratrigueiro.blogspot.pt/2014/12/a-mistica-do-instante-o-tempo-e-promessa.html <br /> http://www.paulinas.pt/Product_Detail.aspx?code=1975 Tue, 10 Oct 2017 12:40:26 GMT Os Pastorinhos de Fátima A comovente história das aparições de Nossa Senhora aos três pastorinhos de Fátima: Lúcia, Jacinta e Francisco. http://www.paulinas.pt/Product_Detail.aspx?code=850 Tue, 10 Oct 2017 12:38:31 GMT Vinho novo, odres novos Fruto das sessões da Assembleia Plenária da Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e as Sociedades de Vida Apostólica, e de reflexões posteriores no quadro de este mesmo dicastério, as presentes <i>Orientações</i> pretendem ler práticas inadequadas, indicar processos bloqueados, fazer perguntas concretas, pedir razões das estruturas de relação, de governo e de formação sobre o apoio real dado à forma de vida evangélica das pessoas consagradas. São <i>Orientações</i> destinadas a testar, com <i>parrésia</i>, os odres adequados para guardar <i>os vinhos novos</i> que o Espírito continua a dar à sua Igreja, exortando a levar a cabo mudanças, mediante ações concretas a breve e longo prazo. http://www.paulinas.pt/Product_Detail.aspx?code=2173 Tue, 10 Oct 2017 12:38:18 GMT A Biografia do Silêncio Pablo d’Ors, neste pequeno livro, não nos apresenta uma teoria ou uma tese. Ele revela-nos a sua experiência pessoal, única e intransmissível com os espaços de silêncio, de quietude, propícios a um encontro consigo mesmo, pela meditação. E fala-nos do que experiencia, de tudo o que «não ganha», mas também de tudo do que desfruta, desse mergulho às profundezas de si próprio e do mundo novo que esse mergulho lhe permite observar, <br />admirar, onde se encontra «alguém» que, há muito, se procura. E deixa-nos convites, conselhos, admoestações de que respigámos alguns extractos: «Estou convencido de que fui eu que configurei esta caminhada espiritual que tenciono explicar nestas páginas. Não quero dizer que não tenha sido orientado por leituras luminosas nem que não tenha recebido conselhos pertinentes de alguns mestres de meditação. Contudo, tenho a impressão de que fui eu e só eu quem caminhou, guiado pelo meu mestre interior, até onde agora me encontro.»<br><br><br><iframe width="470" height="365" src="//www.youtube.com/embed/BY5JqRJv5Wk" frameborder="0" allowfullscreen></iframe> <br /> <br /><b>Críticas de Imprensa:</b> <br />«[A Biografia do Silêncio] Depois de ler devo dizer que é mesmo verdade (eu já "suspeitava"...) isso que dizem. E apesar deste livro - agora de cabeceira - me ter vindo a mudar, continuo a ser tudo aquilo que era. Só que agora sei, quer dizer experimento que é assim. Faz toda a diferença.» <br /><b>Fátima Pinheiro</b> <br /> <br />«Este livro é fundamental para uma espiritualidade sã. Obrigado Pablo d’Ors.» <br /><b>Paulo Vieira de Castro,</b> <i>in</i> Zen Energy <br /> http://www.paulinas.pt/Product_Detail.aspx?code=1904 Tue, 10 Oct 2017 12:38:04 GMT Amigos de Jesus (branco) <i>Amigos de Jesus<i/> pretende ser um companheiro para as crianças que frequentam os primeiros anos da catequese. Inclui as principais orações; a explicação dos sacramentos e dos mandamentos; o ritual da celebração eucarística, com a explicação dos principais momentos e um capítulo dedicado a Maria, que explica como se reza o terço e contém os mistérios do Rosário.<br><br><b>Org. de Paula Delgado e Isabel Páscoa. http://www.paulinas.pt/Product_Detail.aspx?code=825 Tue, 10 Oct 2017 12:37:29 GMT