Clipping

19.02.2019

D. Manuel Martins: livro “Partilhar é bom” é apresentado na Igreja dos Clérigos (23 fev)

No próximo sábado dia 23 de fevereiro, pelas 16 horas, será lançado o livro “Partilhar é bom” de D. Manuel Martins na Igreja dos Clérigos. A apresentação deste livro estará a cargo do padre José Jorge, que foi condiscípulo de D. Manuel Martins, numa sessão presidida pelo padre Américo Aguiar, Presidente da Irmandade dos Clérigos, instituição da qual D. Manuel Martins foi vice-presidente.

Source: Voz Portucalense
26.12.2018

Os adversários do Papa, o futuro da Igreja e como dizer hoje Deus?

E se, salvaguardando a devida distância das circunstâncias, a história dos cristãos estivesse a repetir-se?

Tomáš Halík entende que a oposição ao Papa é similar à dos fariseus com Jesus. Na interpretação do teólogo católico, "quem luta contra o Papa quer retornar à antiga religião, mas não é possível voltar a esse mundo que acabou".
O futuro da Igreja, defende, passa pela "capacidade de comunicar com os que buscam", sem perceberem bem o quê e porquê, mas isso implica "romper com as estruturas mentais" da estrutura.

Source: SIC NOTÍCIAS
26.12.2018

Deus, o ateísmo e as boas críticas à religião

As boas críticas ajudam a aprofundar a fé, defende o teólogo católico, lembrando as figuras bíblicas que confrontaram Deus.

"Deus é um grande mistério, mas isso não é um problema, é um convite para ir mais a fundo". Nesta perspetiva, os ateus e o ateísmo devem ser também acolhidos, pois muitos ateus "não são inimigos de Deus e o ateismo pode ajudar a purificar a fé da idolatria".

Source: SIC NOTÍCIAS
25.12.2018

Os crentes sem religião e a religião hoje

"Algo existe acima de nós", diz Tomáš Halík, padre católico e filósofo numa entrevista à SIC.

Para o teólogo católico, esta visão ontológica "é um desafio para os teólogos", que têm de fazer a "hermeneutica do «existe algo», o que é isto?" A religião "não desapareceu, está aí", verifica Halík, mas houve "uma transformação, saiu dos meios tradicionais, da sua bioesfera cultural", por vezes para seguir "uma via mais política e ideológica, mais periogosa" ou para se transformar numa "espiritualidade".

Source: SIC NOTÍCIAS
25.12.2018

Mudar de "atmosfera" na Igreja e o caso dos jesuitas

"A missa já não chega" diz Tomáš Halík, padre católico e filósofo numa entrevista à SIC.

"A missa já não chega" para juntar as comunidades e chegar às fronteiras, constata o teólogo checo. "Não é uma agenda perdida, mas Igreja tem de levar a sério as pessoas e ter mente aberta para conhecer a cultura e valores das pessoas" que não se revêem na Igreja. E isso implica um "estilo diferente". Halík entende-se como um "jesuita anónimo" e dá o exemplo da "forma livre de viver dos jesuitas, apesar da disciplina", como exemplo e ferramenta para compreender o Papa Francisco. 

Source: SIC NOTÍCIAS
24.12.2018

Populismo e a globalização vistos pelo padre e filósofo Tomáš Halík

O populismo é hoje "o pior mal", diz Tomáš Halík.

Comparando a onda de populismo a "uma das grandes doenças na nossa vida", o teólogo checo exorta "a imprensa livre e as universidades" para que sejam "um hospital para curar essa doença", trabalhando na prevenção e no combate às notícias falsas, que representam um "lado negro" da globalização: "as redes sociais são anti-sociais, criam bolhas que desenvolvem a ansiedade e a agressividade".

Source: SIC NOTÍCIAS
1 2 3 4 5  ...  Páginas
calendário de eventos
<Novembro de 2019>
domsegterquaquisexsáb
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930