Clipping

26.12.2018

Os adversários do Papa, o futuro da Igreja e como dizer hoje Deus?

E se, salvaguardando a devida distância das circunstâncias, a história dos cristãos estivesse a repetir-se?

Tomáš Halík entende que a oposição ao Papa é similar à dos fariseus com Jesus. Na interpretação do teólogo católico, "quem luta contra o Papa quer retornar à antiga religião, mas não é possível voltar a esse mundo que acabou".
O futuro da Igreja, defende, passa pela "capacidade de comunicar com os que buscam", sem perceberem bem o quê e porquê, mas isso implica "romper com as estruturas mentais" da estrutura.

Source: SIC NOTÍCIAS
26.12.2018

Deus, o ateísmo e as boas críticas à religião

As boas críticas ajudam a aprofundar a fé, defende o teólogo católico, lembrando as figuras bíblicas que confrontaram Deus.

"Deus é um grande mistério, mas isso não é um problema, é um convite para ir mais a fundo". Nesta perspetiva, os ateus e o ateísmo devem ser também acolhidos, pois muitos ateus "não são inimigos de Deus e o ateismo pode ajudar a purificar a fé da idolatria".

Source: SIC NOTÍCIAS
25.12.2018

Os crentes sem religião e a religião hoje

"Algo existe acima de nós", diz Tomáš Halík, padre católico e filósofo numa entrevista à SIC.

Para o teólogo católico, esta visão ontológica "é um desafio para os teólogos", que têm de fazer a "hermeneutica do «existe algo», o que é isto?" A religião "não desapareceu, está aí", verifica Halík, mas houve "uma transformação, saiu dos meios tradicionais, da sua bioesfera cultural", por vezes para seguir "uma via mais política e ideológica, mais periogosa" ou para se transformar numa "espiritualidade".

Source: SIC NOTÍCIAS
25.12.2018

Mudar de "atmosfera" na Igreja e o caso dos jesuitas

"A missa já não chega" diz Tomáš Halík, padre católico e filósofo numa entrevista à SIC.

"A missa já não chega" para juntar as comunidades e chegar às fronteiras, constata o teólogo checo. "Não é uma agenda perdida, mas Igreja tem de levar a sério as pessoas e ter mente aberta para conhecer a cultura e valores das pessoas" que não se revêem na Igreja. E isso implica um "estilo diferente". Halík entende-se como um "jesuita anónimo" e dá o exemplo da "forma livre de viver dos jesuitas, apesar da disciplina", como exemplo e ferramenta para compreender o Papa Francisco. 

Source: SIC NOTÍCIAS
24.12.2018

Populismo e a globalização vistos pelo padre e filósofo Tomáš Halík

O populismo é hoje "o pior mal", diz Tomáš Halík.

Comparando a onda de populismo a "uma das grandes doenças na nossa vida", o teólogo checo exorta "a imprensa livre e as universidades" para que sejam "um hospital para curar essa doença", trabalhando na prevenção e no combate às notícias falsas, que representam um "lado negro" da globalização: "as redes sociais são anti-sociais, criam bolhas que desenvolvem a ansiedade e a agressividade".

Source: SIC NOTÍCIAS
23.12.2018

Tomáš Halík compara os abusos sexuais na igreja ao holocausto

Tomáš Halík, padre católico e filósofo diz que se trata de um "abuso de poder" da parte de padres que subjugam as pessoas mais frágeis.

Numa conversa com SIC, Tomáš Halík exorta a Igreja a refletir sobre a formação dada nos seminários sobre a sexualidade.

Lembra que a maioria da nação alemã não sabia das atrocidades do regime nazi e ficou em choque quando acordou para o pesadelo. O mesmo acontece, entende, com os católicos em relação aos abusos de menores por parte de clérigos...

Source: SIC NOTÍCIAS
1 2 3 4 5  ...  Páginas
calendário de eventos
<Fevereiro de 2019>
domsegterquaquisexsáb
12
3456789
10111213141516
17181920212223
2425262728