O meu Deus é um Deus ferido

Ao tocar as feridas do mundo, tocamos em Deus


O meu Deus é um Deus ferido

O meu Deus é um Deus ferido

Ao tocar as feridas do mundo, tocamos em Deus
  • Encadernação: Capa Mole
  • Edição: 2
  • Ano: 2015
  • Editora: Paulinas
  • ISBN: 978-989-673-441-1
  • Código de barras: 5603658156706
  • Páginas: 240
  • Peso (gr.): 320
  • Formato (cm.): 14 x 21 x 1,8
  • Autor/es:

PREÇO

14,90
Disponível  


Sinopse

«O autor, o padre Tomáš Halík, checo, professor e consultor, que liga bem o mundo oriental e ocidental, é bem conhecido e apreciado pela beleza e frontalidade da sua espiritualidade que envolve e surpreende, reenviando-nos à missão do quotidiano. Já tem outros dois livros traduzidos em português e publicados por Paulinas Editora. Num, parte do diálogo interior e corajoso com o mundo e a cultura atual; no outro, começa com a imagem de Zaqueu trepando ao sicómoro, onde todos nos podemos rever também.
Neste novo livro, O meu Deus é um Deus ferido, parte da aparição do Ressuscitado a S. Tomé, ao “Tomé” que habita em cada um de nós, à condição humana insegura que tantas vezes sonha alto: “Se visse, acreditava!” Mas não…» (Do Prefácio).
Num discurso apelativo e interpelante, a cada passo, há um convite que leva o leitor a acompanhar o autor no seu raciocínio reflexivo e a encontrar novos sentidos nos textos sagrados.



Críticas de Imprensa:
«Faz bem ler este livro. Este livro faz cair as “escamas” dos olhos, abre-nos à luz para ver o invisível e deixá-lo chegar até nós, para que nos toque.»
Vasco Pinto de Magalhães s.j.

«Parabéns por mais um livro deste Autor! Quero lê-lo para continuar a ser guiada pelas palavras de Tomáš Halík, que abrem caminho para o que não ousávamos ver! E, por isso, transformam-nos.»
Maria Teresa Maia Gonzalez

«É um paradoxo: apesar de apostarem na dúvida e incertezas da fé, os livros de Halík ajudaram-me a dar dois ou três passos na direção do deserto.»
Henrique Raposo, cronista do semanário Expresso

«O teólogo checo Tomáš Halík procura os sinais de um diálogo difícil em torno do cristianismo de hoje: a questão é saber que Igreja querem os crentes.»
Bruno Vieira Amaral, in revista LER

«Um assunto impopular: é o tema de ‘O Meu Deus é um Deus Ferido’, de Tomáš Halík (Paulinas), o autor de ‘Paciência com Deus’. Mesmo para não católicos, há aqui motivos de reflexão. Deus é sempre o Outro.»
Francisco José Viégas, in Correio da Manhã

«Depois de "Paciência com Deus" (2013) e "A Noite do Confessor" (2014), "O Meu Deus É Um Deus Ferido" é mais uma oportunidade para conhecer o pensamento de um dos mais importantes teólogos da atualidade. Os seus livros, pela abordagem desassombrada das questões da fé e a capacidade de as relacionar com o quotidiano e de as situar num mundo de onde querem expulsar as crentes, são manifestas pontes de diálogo entre crentes e não-crentes.
Halík enfrenta com coragem as feridas visíveis e invisíveis dos homens, que não se esgotam na miséria social e que o autor testemunhou enquanto terapeuta e sacerdote, pois só assim é possível procurar uma cura para o sofrimento.»
in revista LER (sugestão de leitura para o verão 2015)


RECOMENDE A UM AMIGO

Por favor, introduza o email do amigo ao qual pretende recomendar este produto:


calendário de eventos
<Outubro de 2018>
domsegterquaquisexsáb
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031