Com franqueza…

Crónicas de um tempo em mudança


Com franqueza…

Com franqueza…

Crónicas de um tempo em mudança
  • Encadernação: Capa Mole
  • Edição: 1
  • Ano: 2015
  • Editora: Paulinas
  • ISBN: 978-989-673-449-7
  • Código de barras: 5603658146011
  • Páginas: 240
  • Peso (gr.): 300
  • Formato (cm.): 14 x 21 x 1,8
  • Autor/es:

PREÇO

13,00
Disponível  


Sinopse

Este texto inaugura a Coleção «Sinais de Fronteira». Não foi ocasional a circunstância de ser este o texto escolhido. Será mais acertado dizer que este foi o texto que «forçou» a criação de uma nova Coleção. Fronteira, aqui, não pretende estabelecer o limite protetor, mas sim, indicar a porta aberta à opinião, a textos que problematizem, com vista a encontrar soluções, com vista a indicar hipóteses, com vista a construir entendimentos. Não favorecemos opiniões unívocas, ainda que tendamos a encontrar caminhos de união. Sabemos quanto vale a diversidade de que somos feitos, que nos permite angulares mais abrangentes.
Joaquim Franco faculta-nos, nestas páginas, vários flashes (clarões) produzidos pelo seu especial olhar, em alguns momentos da nossa História, mas também da sua riquíssima história de repórter e cronista reconhecido. O prefaciador – o professor Sampaio da Nóvoa – ao contrastar aquilo que afirma ser «a expressão maior de desumanidade» – «a indiferença perante o sofrimento e as desigualdades que NÃO PODEMOS CALAR» –, com a intervenção cívica a que estas crónicas fazem jus, põe em relevo a importância dos textos que, aqui, Com franqueza… se oferecem ao leitor.













Críticas de Imprensa:
Neste livro, feito de crónicas do tempo, vivem e convivem o efémero e o in¬temporal, o já acontecido e o ainda por sobrevir, como consequência, como resultado do que já é, mas ainda não se manifestou completamente... Transcen¬dência e imanência, alteridade e identidade são estes os binários de referência e de desenvolvimento de todo o livro onde a crónica da vida acontece, onde as estórias se cruzam com a história, onde o já é só a antecâmara do ainda não.
Frei Fernando Ventura, Franciscano capuchinho

Pelo fio condutor deste interessantíssimo livro, somos convocados para uma viagem que nos dá a perceber como nos descentramos tanto do essencial que importa reter. Joaquim Franco, um jornalista incontornável no campo da religião, surpreende-nos com inesperados ângulos para olhar o que acontece.
Felisbela Lopes, Professora Universitária

Há muito me habituei a ouvir e a ler as palavras do Joaquim Franco com atenção. Não apenas pela sensibilidade do jornalista, mas sobretudo pela amplitude da sua abertura ao Mundo, à diferença, ao outro. Em tempos de grandes embates culturais e religiosos são bem-vindas ideias de temperança.
António José Teixeira, Diretor SIC Notícias

Jornalista atento, Joaquim Franco tem-se distinguido pela forma como trata as questões ligadas à fé e à religião, acompanhando a vida da Igreja com rigor e isenção. Ser católico dá-lhe a grande vantagem de falar do que sabe e conhece, de interpretar os acontecimentos sem tabus nem preconceitos.
Ângela Roque, Editora de Religião da Rádio Renascença


Coleção Sinais de Fronteira

RECOMENDE A UM AMIGO

Por favor, introduza o email do amigo ao qual pretende recomendar este produto:


calendário de eventos
<Outubro de 2019>
domsegterquaquisexsáb
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031