Jan De Volder

Historiador, professor da Universidade Católica de Lovaina, titular da Cátedra Cusanus («Religião, Conflito e Paz»), é um dos especialistas reconhecidos de Cristianismo Contemporâneo.
O assassínio do padre Jacques Hamel por dois fanáticos jihadistas, em 26 de julho de 2016, enquanto celebrava a missa, chocou o mundo. Jan De Volder, também abalado pela notícia, foi ao local, em Saint-Étienne-du-Rouvray, onde se confrontou com um ambiente de grande dor. Ao colher informações sobre o sacerdote e a sua vida, ouviu as vítimas do ataque – paroquianos, funcionários e membros da família do padre Jacques Hamel – e apercebeu-se de que «havia uma vontade de falar sobre ele, da sua vida, e que havia também uma quantidade enorme de perguntas que surgiam, um desejo de entender».
«Fiquei chocado como todos, ao conhecer a figura do padre de quem não sabia nada. De início, vi uma figura simpática: um homem apagado, tímido, mas eficaz… A ideia do livro veio nos dias seguintes. Achei que valia a pena conhecê-lo melhor e refletir sobre o que tinha acontecido. O padre Hamel foi verdadeiramente o primeiro mártir na Europa do século XXI.»

Filtros

A mostrar 1 resultado

2 3 4