Celebrar S. ÓSCAR ROMERO <p style="margin: 0cm 0cm 10pt;">&nbsp;</p> <br /><p style="margin: 0cm 0cm 10pt;">Venha celebrar connosco <strong>S. &Oacute;SCAR ROMERO</strong>!</p> <br /><p style="margin: 0cm 0cm 10pt;">Para Leigos e Consagrados, promovido pela<strong> CJPE</strong> (Comiss&atilde;o Justi&ccedil;a Paz e Ecologia) e<strong> CIRP</strong>.</p> https://www.paulinas.pt/Events_Detail.aspx?id=241 Tue, 19 Mar 2019 13:01:43 GMT Óscar Romero Esta foi(é) a «vida de um dos maiores profetas do século xx. É uma biografia do arcebispo Óscar Romero, baseada numa sólida investigação e maravilhosamente narrada por Kevin Clarke». Estamos perante uma existência plena, cujo agente «deu tudo – inclusive a própria vida – pelos pobres, pela Igreja e por Deus. É um livro fundamental» (Da Introdução de James Martin, autor de <i>Jesus</i>, também agora editado por Paulinas Editora). <br />Tendo sido reconhecido mártir, o antigo arcebispo de São Salvador será beatificado no próximo dia 23 de maio, no seu país. https://www.paulinas.pt/Product_Detail.aspx?code=2020 Tue, 19 Mar 2019 12:42:44 GMT A Igreja não pode calar-se «Se me matam, ressuscitarei no povo salvadorenho» <br />(ÓSCAR ROMERO) <br /> <br />Nas cartas de monsenhor Romero, aqui apresentadas ao público português, transparece o verdadeiro rosto do «arcebispo mártir», que se tornou voz dos sem-voz, consciente de que era, pela sua fidelidade ao Evangelho, o alvo dos violentos que agiam em nome da sacrossanta «Segurança Nacional». Um testemunho fundamental. https://www.paulinas.pt/Product_Detail.aspx?code=2060 Tue, 19 Mar 2019 11:59:10 GMT A Bisa faz anos Nem toda a gente tem uma bisavó... mas, para quem ainda a tem, é uma felicidade imensa! Tal como as avós, também as bisavós têm muitas histórias lindas para contar, como a que é narrada neste livro. A bisavó Evelina conta à bisneta como lhe veio o gosto pela costura e ensina-lhe essa arte. Uma história encantadora! <br /> https://www.paulinas.pt/Product_Detail.aspx?code=2199 Tue, 19 Mar 2019 11:21:42 GMT O mapa do tesouro Estamos perante um roteiro que ajudará o leitor a chegar «à verdade preciosa de si próprio». De que modo? O autor indica que será «através da aprendizagem do amor divino: uma ternura que temos de saber identificar no tecido dos nossos dias». Velejando pela memória cristã da cultura do Ocidente, o autor propõe, neste ensaio, um itinerário pelo oceano espiritual de cada leitor. O texto lido e ruminado faz-se chave de leitura e interpretação e induz-nos ao uso ágil dos instrumentos da intuição, da fé e da entrega. <br /> <br /><iframe width="320" height="229" src="https://www.youtube.com/embed/U7uMXCSjY2c" frameborder="0" allowfullscreen></iframe> https://www.paulinas.pt/Product_Detail.aspx?code=2057 Tue, 19 Mar 2019 11:21:18 GMT Uma Casa Aberta a Todos Este livro revela as linhas essenciais do pensamento do novo Patriarca de Lisboa e Presidente da Conferência Episcopal Portuguesa. Além de uma entrevista, onde D. Manuel Clemente fala de todos os grandes temas em debate, a obra apresenta um “dicionário” que expõe as suas posições sobre questões fundamentais da sociedade e da Igreja. O volume é também enriquecido com uma original coleção de fotografias. <br /> <br /><b>Críticas de Imprensa:</b> <br />«A obra é fácil de ler e é notório que o prelado de Lisboa quer fazer uma ação de evangelização no Patriarcado e não quer repousar na ideia antiga, que são todos católicos.» <br /><b>Henrique Monteiro,</b> jornalista, antigo diretor do jornal Expresso, <i>in </i>lançamento Fnac Chiado <br /> <br />«Uma obra necessária para conhecer o pensamento do novo Patriarca de Lisboa e que conta com a chancela da Paulinas Editora. <br />Este livro é o produto de várias entrevistas feitas ao longo dos anos, que permitem também conhecer as influências, a família e o percurso de um homem que se tornou Patriarca de Lisboa.» <br /><b>Rodrigo Santos,</b><i> in</i> Rádio Renascença <br /> <br />«Se ainda não conhece os pensamentos de D. Manuel Clemente, o novo patriarca de Lisboa, fique com esta sugestão de leitura de Paulo Rocha. Ao longo de 242 páginas tomará contacto com os pensamentos e trajeto de vida de D. Clemente… um ensinamento que é também de empreendedorismo.» <br /><b>Mafalda Avelar,</b><i> in</i> Diário Económico <br /> <br />«D. Manuel Clemente regressa amanhã a Lisboa, seis anos depois de ter deixado a diocese para se tornar bispo do Porto. Agora, como Patriarca. “Uma Casa Aberta a Todos”, editado pela Paulinas, conta o percurso e mostra o pensamento da mais influente figura da Igreja portuguesa da atualidade, que foi Prémio Pessoa em 2009. O i pré-publica alguns excertos do livro, que chega amanhã às livrarias e é assinado pelo jornalista Paulo Rocha, diretor da Ecclesia.» <br /><b>Rosa Ramos,</b><i> in</i> i 4 de julho de 2013 <br /> <br />No dia em que D. Manuel Clemente entra solenemente no Patriarcado de Lisboa, é lançado o livro "Uma Casa Aberta para Todos", de D. Manuel Clemente, fruto de uma entrevista conduzida por Paulo Rocha. O jornalista e diretor da Agência Eclésia é convidado da SIC Notícias. <br /><i>in</i> SIC Notícias https://www.paulinas.pt/Product_Detail.aspx?code=1236 Tue, 19 Mar 2019 11:20:55 GMT Nenhum Caminho Será Longo «A amizade é uma experiência universal e representa, para cada pessoa, um percurso inapagável de humanização e de esperança. Contudo, precisamos de uma sabedoria, e também de uma sabedoria espiritual, que nos permita vivê-la mais plenamente» (do «Umbral»). <br />«Este livro de José Tolentino Mendonça nomeia o significado profundo da amizade e, ao mesmo tempo, o seu segredo, a serena aceitação dos limites… O autor explora este tema com um raro conjunto de referências, uma imersão profunda na Palavra de Deus, associada também a uma penetrante compreensão das raízes clássicas da nossa civilização, uma sensibilidade para a poesia, infelizmente tão ausente na teologia, e intuições profundas que serão certamente acolhidas com interesse também por outras culturas. Este é um livro que revela um profundo respeito pelo outro, um livro para ser saboreado» (Timothy Radcliffe). <br /> <br />Em 7.ª edição, Nenhum caminho será longo, depois de, internamente, ter merecido o destaque de «TOP de vendas», passou também a fazer parte das opções editoriais, no estrangeiro, com edições em Itália, Espanha, República Checa, América do Norte, Brasil e todos os países da América Latina. <br /> <br /><iframe width="320" height="229" src="http://www.youtube.com/embed/9QOwquf1H7s" frameborder="0" allowfullscreen></iframe><br><br><br><iframe width="320" height="229" src="http://www.youtube.com/embed/vgI0DAGYdIc?rel=0" frameborder="0" allowfullscreen></iframe><br><br><br><iframe width="320" height="229" src="http://www.youtube.com/embed/HP6WPsxlPxk?list=UUYWsKEOqUNhO5ezLRTL2icg" frameborder="0" allowfullscreen></iframe> <br /> <br /><b>Críticas de Imprensa:</b> <br />“A delicadeza com que José Tolentino Mendonça nos convoca para pensar a amizade é tocante. Avançamos sobre o tema numa espécie de voo em balão de ar quente; a sensação de vermos de cima, sim, mas a passo tranquilo – sem qualquer ruído perturbador.” <br /><b>Gonçalo M. Tavares,</b> Escritor <br /> <br />“Fascinante e profunda reflexão sobre os caminhos da amizade... Um périplo de leitura com todas as marcas de uma grande e verdadeira viagem espiritual.” <br /><b>Frederico Lourenço,</b> Escritor <br /> <br />“Em Nenhum Caminho será Longo, somos surpreendidos por uma proposta inspirada que só uma pessoa com a grandeza de José Tolentino de Mendonça nos poderia oferecer.” <br /><b>Joana Carneiro,</b> Maestrina <br /> <br />“As palavras de José Tolentino Mendonça são uma revelação.” <br /><b>Martim Avillez Figueiredo,</b> Jornalista <br /> <br />«Este é um livro que revela um profundo respeito pelo outro, um livro para ser saboreado» <br /><b>Timothy Radcliffe</b> <br /> <br />«Mas Portugal tem outro fator de diferenciação: as pessoas. E associado às mesmas, destaca-se a amizade. Tema da última obra do padre, ensaísta e poeta José Tolentino Mendonça. Em “Nenhum caminho será longo” (Paulinas), obra que beija a amizade com um abraço, Tolentino fala sobre essa dádiva que, ao contrário do Produto Interno Bruto (PIB), não é quantificável. E em boa hora.» <br /><b>Mafalda Avelar,</b> <i>in</i> Diário Económico <br /> <br />«No momento de desagregação e de falta de esperança que a sociedade portuguesa atravessa é necessária uma reflexão sobre a amizade. A proposta é do padre Tolentino Mendonça no seu novo livro intitulado "Nenhum caminho será longo". <br />Numa altura em que diz que falta esperança ao discurso político, o futuro vice-reitor da Universidade Católica considera que as relações de amizade ajudam a dar sentido à vida.» <br /><b>Maria João Costa,</b> <i>in</i> Rádio Renascença <br /> <br />«José Tolentino Mendonça é um criador na substância e na forma <br />não separando uma da outra e a meu ver é sempre culto, é sempre poeta e sempre padre.» <br /><b>Marcelo Rebelo de Sousa,</b> <i>in</i> lançamento Fnac Chiado <br /> <br />«Em momentos de crise muitas pessoas estão a sentir-se sozinhas e o Padre José Tolentino Mendonça, um dos grandes poetas portugueses da atualidade, escreve um livro que é baseado num provérbio japonês, “nenhum caminho será longo se for feito ao lado do teu amigo”. Os cristãos sabem bem o que é isso, pois têm um amigo permanente na pessoa de Cristo»... <br /><b>Graça Franco,</b><i> in</i> Rádio Renascença <br /> <br />«…é uma companhia notável de releitura do evangelho cristão, raríssima entre nós com esta amplitude, com esta gramática, com uma singular capacidade de mobilizar tanto a inteligência como a comoção pura. Para um católico, este livro é uma espécie de ‘Leal Conselheiro’, pura auto-ajuda religiosa no sentido pleno e feliz da palavra, recolocando a amizade no centro da terra árida que é o nosso tempo, falando do silêncio, da imperfeição, do humor, da alegria, da vulnerabilidade, da hospitalidade, da felicidade: "A conquista de um ritmo humano para a vida não acontece de repente, nem avança com receitas de quatro tostões. Precisamos de aprender a planificar com sabedoria o dia a dia." É um livro para ser seguido – que assinala a perplexidade diante das coisas maravilhosas. É muito raro isso acontecer.» <br /><b>Francisco José Viegas,</b> <i>in</i> Correio da Manhã <br /> <br />«José Tolentino Mendonça. O Padre Tolentino pode parecer em muito o oposto de John Piper. Não por ser obscuro ou ilógico, que não é, mas por investir mais na sugestão do que propriamente no sentido. O Padre Tolentino tem um ministério da amizade (patente no último e excelente “Nenhum caminho será longo”) que não se faz nos sulcos protestantes do confronto mas nos atalhos inesperados da empatia. O Padre Tolentino serve para mim como um contra-ponto ao feitio evangélico, sempre pronto para a tareia. A minha escrita nunca será convidativa como a do Padre Tolentino mas ando a tentar». <br /><b>Tiago Cavaco</b> <br /> <br />«O livro de José Tolentino Mendonça começa como uma espécie de regato silencioso. Dá a impressão que quase se pede desculpa por voltar ao tema da amizade. Mas, as páginas somam-se e as margens vão-se alargando. E o caudal revela toda a sua riqueza, toda a sua densidade, inicialmente insuspeitável.» <br /><b>Francisco Martins, sj</b> <br /> <br />«É, como as ilhas, um homem com uma tumultuosa vida dentro de si. Por vezes fecha os olhos quando fala. Quase sempre diz coisas assombrosas. Dirige-se aos não crentes. <br />José Tolentino Mendonça acabou de lançar um livro que pretende «recolocar a amizade como um problema teológico e político», Nenhum Caminho Será Longo». <br /><b>Anabela Mota Ribeiro,</b> <i>in</i> Domingo <br /> <br />«Gostei do livro, da sua estruturação em curtos subcapítulos. Inclusive da sua textura, do formato, do tipo de letra, do papel!… Um daqueles livros físicos que nos faz pensar quanto é penoso imaginar que, daqui a uns tempos quiçá, só haverá livros digitais!...» <br />… <br />«Alimentava-me eu, desde há mais de 30 anos, em textos de pensadores como os irlandeses Joseph Murphy e Emmet Fox ou o americano Merlin R. Carothers, meus livros de cabeceira. E tenho agora, em português, quem vai no mesmo sentido de nos mostrar que… vale a pena viver!» <br /><b>José d’Encarnação,</b> Professor Universitário https://www.paulinas.pt/Product_Detail.aspx?code=1311 Tue, 19 Mar 2019 11:20:26 GMT Linhas tecidas com tempo Coletânea de «orações da manhã» rezadas na rádio (Rádio Renascença) por Isabel Figueiredo. São textos profundos. Nas palavras de D. Manuel Clemente: «As orações da manhã agora editadas foram escritas por quem ouviu. Ouviu na Bíblia e ouviu na vida, onde o Verbo se faz carne. Em bom português, entre a prosa e a poesia, pois toda a forma concorre para transmitir o que mais importa. E com grande sensibilidade ao dia a dia em que as vidas decorrem» (do «Prefácio»). https://www.paulinas.pt/Product_Detail.aspx?code=2282 Mon, 18 Mar 2019 17:44:31 GMT Dou-te a Minha Palavra Neste seu décimo livro de poesia, <b>Lopes Morgado</b> resolveu entrar nos meandros da PALAVRA, cujos labirintos tem percorrido desde abril de 1957, data dos primeiros versos publicados, aos 19 anos. <br />Em <i><b>Dou-te a minha palavra</b></i>, o autor percorre os vários passos de um texto até à fruição do leitor: <i>escrita, palavra, comunicação, livro, silêncio</i>. São estas as “cortinas” que dividem o livro, com relação entre as várias secções, mas todas abertas sobre múltiplos temas ou fontes de inspiração. <br />A vida e a Bíblia caminham aqui de mãos dadas, mas só os mais iniciados se aperceberão da subtileza dessa fonte ou luz inesgotável que rega e alonga a leitura imediata de cada texto. O olhar de jornalista sobre o pormenor de coisas, factos e pessoas; a sensibilidade franciscana para a linguagem da Natureza; as muitas memórias e ressonâncias – cruzam-se neste livro. Livro que se lê agradavelmente de um fôlego, pois os poemas são breves, mas que exige releituras atentas para descobrir veios mais profundos sob a transparência da linguagem. https://www.paulinas.pt/Product_Detail.aspx?code=1943 Mon, 18 Mar 2019 17:44:14 GMT Poesia e prosa escolhidas Este volume da coleção «Biblioteca Indispensável» recolhe poemas e prosas escolhidas do poeta e sacerdote jesuíta inglês Gerard Manley Hopkins. Figura maior da literatura vitoriana, é possível perceber nestes textos a sua veia criadora e a profunda sensibilidade religiosa que o habita, sendo por isso apelidado de «poeta dos louvores de Deus». Hopkins é um dos autores da «biblioteca» do papa Francisco. https://www.paulinas.pt/Product_Detail.aspx?code=2281 Mon, 18 Mar 2019 17:43:50 GMT A Pedreira e outros poemas «O fluxo dos poemas wojtylianos é amplo, em sequências de grande fôlego e de um pensamento habituado às imagens, mescladas com os sentimentos mais fortes e até antitéticos do homem (amor/ódio), progride a partir tanto dos factos como da visão, aspirando sempre a um bem maior e a uma linguagem inovadora. Ainda que tenha motivos religiosos, não se trata de uma poesia religiosa ou confessional, antes é plenamente laical, transbordante de humanidade e de solidariedade com os outros. Este caudal poético apenas é comparável, na minha opinião e no que concerne à poesia portuguesa, à obra poética de Herberto Hélder ou à de Ruy Belo. No contexto da <i>Weltliteratur</i>, nota-se uma leitura assimilada de Rilke, tanto das Elegias de <i>Duíno</i> como dos <i<Novos Poemas</i> (aliás, no livro Atravessar o Limiar da Esperança, João Paulo II refere-se ao ciclo de poemas rilkianos, <i>A Vida de Maria</i>). Karol torna-se convincente pela sua linguagem e pela experiência que a suporta, como é o caso do seu trabalho numa pedreira. Muitos dos temas que aborda nestes poemas vêm a ser, mais tarde, objeto de documentos do seu magistério (como é o caso do poema “A Pedreira” e a Encíclica <i>Laborem exercens</i>)» (Maria Teresa Dias Furtado). <br /> <br /><b>Críticas de Imprensa:</b> <br />«…Biblioteca Indispensável, iniciativa das Paulinas… trata-se de uma iniciativa que fazia falta e que inclui clássicos do espírito cristão. E lembrei-me do velho (e tão saudoso) Círculo do Humanismo Cristão que o António Alçada Baptista lançou no final dos anos cinquenta. A coleção (esta, como a outra) pretende testemunhar a vitalidade, a diversidade e a surpresa da experiência de Deus. E o que encontramos? Capas duras, austeras, belíssimas…» <br /><b>Guilherme d’Oliveira Martins</b> <br /> https://www.paulinas.pt/Product_Detail.aspx?code=1982 Mon, 18 Mar 2019 17:43:31 GMT José, o Sonhador A incrível vida de José é o tema deste livro encantador e interativo. No interior, as crianças vão encontrar a túnica multicolor de José, os seus sonhos cheios de significado e a forma como chegou a ser governador do Egito. Rodas que giram, abas que abrem e janelas fantásticas fazem deste um livro ao qual as crianças vão querer voltar vezes sem conta. https://www.paulinas.pt/Product_Detail.aspx?code=957 Mon, 18 Mar 2019 15:27:34 GMT A Fé em Família Tanto ao nível da educação como da vida familiar em geral, não existem receitas. Quando queremos desmontar um motor ou cozinhar lasanha, basta que respeitemos escrupulosamente os passos a seguir e, desde que não nos atrapalhemos demasiado com a chave-inglesa ou com os tachos e as panelas, habitualmente chegamos ao resultado esperado. É tudo muito diferente quando se trata de ajudar um filho a crescer: não existe método infalível nem resposta pré-fabricada. São os pais que, ao longo dos dias, como que às apalpadelas, devem ir procurando aquilo que permitirá a cada filho tornar-se um adulto confiante e feliz. <br />Este livro não pretende, portanto, indicar o caminho a seguir. Mas oferece referências, elementos de reflexão e conselhos concretos, abordando com simplicidade um grande número de questões que preocupam as famílias cristãs. Tanto o índice geral detalhado como o índice temático permitem que esta obra seja utilizada como guia de consulta, disponível a qualquer momento. https://www.paulinas.pt/Product_Detail.aspx?code=875 Mon, 18 Mar 2019 15:27:12 GMT José <i>José, o esposo de Maria</i> revela a singular e multifacetada vida do pai adotivo de Jesus, partindo da Bíblia rumo à descoberta da existência humilde, oculta e silenciosa do Patrono da Igreja católica. <br />Este novo livro do cónego Manuel Fernando Sousa e Silva também se distingue por destacar a figura de São José, enquanto referência para crentes e não-crentes, ele que continua a ser evocado no Dia do Pai e no do Trabalhador, tornando presente, dois mil anos depois, a herança do Cristianismo na cultura contemporânea. <br />Nesta obra, o leitor é convidado a refletir nas luminosas incidências da existência de São José, desde o seu chamamento divino à vida em Nazaré, passando pela relação com Maria e pelo nascimento do Filho de Deus, a visita dos Magos, a fuga para o Egito e o trabalho artesanal para manutenção da Sagrada Família. <br />O perfil protetor de São José, que se estende aos dias de hoje, completa-se com a devoção dos papas Francisco e Bento XVI, que lhe consagrou uma meditação espiritual e teológica inspirada na imagem de um retábulo português da época barroca. https://www.paulinas.pt/Product_Detail.aspx?code=2017 Mon, 18 Mar 2019 15:26:53 GMT O Pai e Eu Quando dissemos a nossa primeira palavra, o Pai foi logo contar a novidade a toda a gente que conhecia (e era a palavra «Mamã»)! <br /><i>Ser santo é viver no mundo real e ir ao encontro das pessoas que Deus colocou no nosso caminho e amá-las. Para muitos de nós, essas pessoas são a nossa própria família. </i>Irmã Wendy, <i>Livro de Santos</i> Livros recomendados para leitura autónoma com apoio do educador ou dos pais - Educação Pré Escolar. https://www.paulinas.pt/Product_Detail.aspx?code=960 Mon, 18 Mar 2019 15:26:30 GMT Dia do Pai Apresenta uma proposta diferenciada para comemorar esta data especial com arte e sensibilidade. São inúmeras sugestões de objetos decorativos e presentes que estimulam a criatividade das crianças e dos adultos. Além da explicação para a confeção das peças, da folha de moldes e de muitas fotos coloridas, inclui jogos, gincanas, canções, poemas e histórias para que o Dia do Pai seja comemorado plenamente sob todos os aspetos. https://www.paulinas.pt/Product_Detail.aspx?code=601 Mon, 18 Mar 2019 15:26:01 GMT Um Padre na Aldeia Glob@l A geração dos nativos digitais desafia a criação de novas fórmulas de evangelização, na convicção de que qualquer ecrã é meio e oportunidade para o encontro pessoal, olhos nos olhos, coração a coração. <br /><i><b>Um padre na aldeia glob@l</b></i> situa os múltiplos cruzamentos entre a Igreja católica e as novas tecnologias de informação presentes na internet, nas redes sociais e no sem-número de aplicações para dispositivos móveis, dos <i>smartphones</i> aos <i>tablets</i>. <br />A investigação do padre Américo Aguiar percorre um século de pronunciamentos pontifícios sobre os médias, entretecendo-os com alguns dos mais notáveis pensadores das teorias de comunicação. <br />Das interseções entre fé e tecnologia nasce uma obra que revela novos horizontes para o anúncio e testemunho, porque o Mar da Galileia, onde Cristo chamou os primeiros Apóstolos, é hoje um vasto oceano onde muitos aguardam a oportunidade de encontrar a Rede de Jesus. https://www.paulinas.pt/Product_Detail.aspx?code=1942 Mon, 18 Mar 2019 10:50:33 GMT Colégio de Paróquias A paróquia é «a presença qualificada, próxima e ministerial da Igreja em lugares de particular relevo antropológico e espiritual para, de modo ágil e estável, atingir as periferias humanas e anunciar Cristo». Um hospital, uma escola, uma igreja ou um local de culto são, todos eles, paróquias. Distanciamo-nos assim do sentido clássico de paróquia: a comunidade eclesial, circunscrita por um território, cuja cura pastoral é confiada ao pároco e que tem nos sacramentos a sua ação pastoral mais relevante. O outro conceito relevante no modelo aqui proposto é o de «colégio». Espelha tanto a tipologia e a qualidade das relações entre as várias paróquias quanto a modalidade de liderança. Em síntese, «o <i>colégio de paróquias</i> é o conjunto das paróquias, entendidas como realidades de presença ministerial qualificada num determinado lugar, e curadas, sob a presidência de um pároco, por um colégio representativo dessas mesmas realidades». https://www.paulinas.pt/Product_Detail.aspx?code=2305 Mon, 18 Mar 2019 10:50:19 GMT Só o Pobre se Faz Pão «Carlos Maria Antunes revela-nos o profético desafio de uma “mística de olhos abertos”, um itinerário espiritual acessível a todos e apropriado aos tempos que correm. Mas revela-se também como um grande autor, com uma voz original e própria, que constituirá uma grata surpresa para cada leitor. Escutemo-lo: “É necessário que se desmoronem as muralhas da autossuficiência para que possamos descobrir que somos dom e graça, que somos pão. Só o coração pode reconhecer o dom que somos e este é o alimento que efetivamente nos sacia, que rompe com a espiral devoradora das necessidades. Há uma arte de viver em conjunto que o pão partilhado nos ensina. É uma arte frágil, delicada, onde todos somos principiantes.» https://www.paulinas.pt/Product_Detail.aspx?code=1315 Mon, 18 Mar 2019 10:46:43 GMT O Milagre da Esperança Esta biografia conta a história de um homem que se manteve constante na sua caminhada para Deus, apesar de toda a agitação política, social e cultural que marcou a história do seu país, da sua família e a sua própria vida. <br />Padre católico do Vietname, Francisco Xavier Van Thuan passou 13 anos numa prisão comunista, nove dos quais na solitária, e assistiu ao assassínio de vários familiares próximos. Contudo, nunca desanimou e manteve sempre a esperança. Esperança essa de que se tornou profeta e procurou fazer passar ao seu povo e a todos os homens e mulheres do mundo, escrevendo os seus pensamentos em pedacinhos de papel que enviava, clandestinamente, para fora da prisão. <br />Mais tarde, obrigado ao exílio, deixou o seu amado Vietname e põs-se ao serviço da Igreja, que o escolheu para cardeal e Presidente do Conselho Pontifício para a Justiça e Paz. Hoje, os seus escritos tornaram-se conhecidos em todo o mundo e estão traduzidos em mais de doze línguas. <br /> <br /><i>O Milagre da Esperança</i> é a história de «um homem que percorreu o caminho da esperança, animando-nos a mantê-la no meio das trevas da época e do lugar em que vivemos.» (Michael Downey). https://www.paulinas.pt/Product_Detail.aspx?code=737 Mon, 18 Mar 2019 10:46:04 GMT Papa Francisco O mundo inteiro tem agora os olhos colocados no quase desconhecido cardeal argentino, eleito para conduzir os destinos da Igreja Católica, com o simbólico nome de Francisco. E todos justificadamente perguntam: “Mas quem é Jorge Mario Bergoglio?”, “Qual é a sua história?”, e porque foi o conclave buscá-lo “ao fim do mundo”? Este é o livro do ano. É um documento único. Não se trata apenas de uma biografia, mas é um testemunho direto, em primeira pessoa, onde o novo Papa dá a conhecer os acontecimentos que marcaram a sua vida, traçando um impressivo autorretrato. Dois jornalistas de exceção, Sergio Rubin e Francesca Ambrogetti, fazem, com total liberdade, as perguntas que nós próprios gostaríamos de fazer, sobre os complexos assuntos candentes e as razões de sempre que nos tocam. O Papa Francisco responde com a surpreendente simplicidade, a lucidez e até o sentido de humor que o caracterizam, levando-nos a viajar pelo seu passado para que percebamos melhor o significado do presente que ele se propõe construir connosco. Este é o único livro-entrevista ao Papa Bergoglio, a fonte indispensável para contactar com a sua história. <br /> <br /><iframe width="320" height="180" src="//www.youtube.com/embed/E_FiijCi4-Q?feature=player_embedded" frameborder="0" allowfullscreen></iframe> <br /> <br /><b>Críticas de Imprensa:</b> <br />“Por todo o lado onde tem sido traduzido é um grande acontecimento e eu não tenho dúvidas de que em Portugal será o livro do ano.” <br /><b>José Tolentino Mendonça,</b><i> in</i> Rádio Renascença <br /> <br />“Papa Francisco: conversas com Jorge Bergoglio” é o título da edição portuguesa deste livro autobiográfico que vai ser publicado pela Paulinas Editora. Menos de um mês após a eleição do Papa Francisco, começam a chegar às bancas livros sobre o novo bispo de Roma. Um dos mais importantes, que tem servido como principal instrumento para conhecer o pensamento do actual Papa, é um livro em forma de entrevista que foi publicado originalmente na Argentina, quando ainda era arcebispo de Buenos Aires.” <br /><b>Ângela Roque,</b> jornalista Rádio Renascença <br /> <br />“A história de Jorge Bergoglio foi contada a partir de várias horas de conversa com jornalistas. <br />… o Papa aceitou partilhar horas de conversas pessoais. A grande entrevista traduziu-se num livro – “Papa Francisco” – agora publicado em Portugal pelas Edições Paulinas e que é o primeiro cartão de visita para conhecer o argentino que chegou ao trono de São Pedro.” <br /><b>Rosa Pedroso Lima,</b><i> in</i> Revista Expresso <br /> <br />“Bergoglio fala como pastor e com a simplicidade próxima do pároco, tornando-se assim um exemplo vivo do que, a seu ver, deve fazer a Igreja: sair ao encontro das pessoas, evangelizar e levar a mensagem de Cristo de a todos e a cada um dos homens.” <br /><b>Josemaría Carabante,</b><i> in</i> Aceprensa <br /> <br />“Em cerca de 200 páginas de entrevista, emerge o testemunho de vida e a visão do atual pontífice, que relata alguns dos acontecimentos que marcaram a sua vida, desde episódios da infância, a vocação religiosa, o papel da Igreja Católica, e a visão sobre a realidade social e religiosa na Argentina.” <br /><i>in</i> Lusa <br /> <br />“Um livro que é uma revelação: <i>Papa Francisco – Conversas com Jorge Bergoglio</i> (originalmente intitulado O Jesuíta) acaba de chegar às livrarias (ed. Paulinas). É um livro onde o actual Papa dá a conhecer muitos aspectos da sua personalidade, pensamento e acção.” <br /><b>António Marujo,</b><i> in</i> Religionline <br /> <br />«Cristão ou não cristão, se quer conhecer quem é este homem, a sua personalidade, o seu posicionamento perante as grandes questões do momento, não pode deixar de ler este livro. Escrito ao jeito de entrevista, mas com observações dos próprios jornalistas que nos ajudam a situar e contextualizar os encontros que tiveram com este homem muito especial, é o livro do ano que, em poucos meses, soma edições sucessivas.» <br /><b>Sebastião Barata,</b><i> in</i> Segredo dos Livros <br /> <br />«<i>Papa Francisco conversas com Jorge Bergoglio</i> constitui, pois, um documento único e uma fonte indispensável para todos os que queiram conhecer um pouco melhor este cardeal que veio das terras do “fim do mundo” para conduzir os destinos da Igreja Católica.» <br /><b>Liliana Duarte,</b><i> in</i> Público <br /> <br />«Na primeira pessoa, Jorge Bergoglio, o atual Papa Francisco, expõe a sua forma de ver o mundo, revela o modo como vive a fé e responde a algumas perguntas que todos gostaríamos de lhe fazer.» <br /><b>Liliana Duarte,</b><i> in</i> Público <br /> <br />«No livro podemos descobrir pequenas curiosidades sobre o Papa, como por exemplo, o facto de adorar tango, mas os autores acreditam que a publicação espelha essencialmente a “coerência entre a sua fé e a sua vida”.» <br /><b>Liliana Duarte,</b><i> in</i> Público <br /> <br />«Francesca e Sergio decidiram fazer uma longa entrevista a Jorge Bergoglio, que acabou por se transformar num dos mais procurados documentos para conhecer o Papa Francisco.» <br /><b>Rita Silva Freire,</b><i> in</i> SOL <br /> <br />«Francisco é moderado e até um progressista em certos temas. Declarou hipócritas os sacerdotes que negam o batismo a filhos de mães solteiras.» <br /><b>Sergio Rubin,</b> entrevista à jornalista Rita Silva Freire, <i>in</i> SOL https://www.paulinas.pt/Product_Detail.aspx?code=1241 Mon, 18 Mar 2019 10:45:19 GMT Chiara Lubich Chiara Lubich, fundadora da Obra de Maria, mais conhecida por Movimento dos Focolares, faleceu em 2008. A sua herança é agora recolhida por 142 000 membros ativos, presentes em 182 países, por mais de dois milhões de aderentes e 30 000 simpatizantes de várias fés e por um grande número de iniciativas e instituições espalhadas pelo mundo. <br />A visão de Chiara foi uma humanidade sem limites: <i>Que todos sejam um</i>, segundo o ensino sempre novo de Jesus. Conseguirão os Focolares permanecer no sulco da sua fundadora? Como se adaptarão ao mundo que vai mudando, sem perderem a sua radicalidade inicial? Este livro procura responder a estas perguntas, através de entrevistas a responsáveis do Movimento, com uma rápida, mas exata reconstituição dos anos do crescimento e das «cruzes e luzes» que acompanharam Chiara Lubich, e com alguns escritos inéditos significativos. https://www.paulinas.pt/Product_Detail.aspx?code=1086 Mon, 18 Mar 2019 10:44:42 GMT Padre Pio sob Investigação «Um documento excecional», assim definiu Vittorio Messori esta obra e, com o selo de um cuidadoso Prefácio, convida todos os potenciais leitores a «lê-lo e dar-se pessoalmente conta da sua peculiaridade mas também da sua beleza», fundada na «simplicidade da linguagem empregue», que abre a um percurso «fascinante». <br />Nestas páginas, desenrola-se o filme que mostra o Padre Pio em cada aspeto da sua vida, e onde os seus confrades não chegam, será ele a contar-se a si mesmo, com as mãos sobre o Evangelho, oferecendo às perguntas feitas por Mons. Rossi, o seu inquisidor, exatamente 142 respostas pormenorizadas, que vão dos dons sobrenaturais à saúde, dos gostos às amizades, e que ilustram a agenda da sua jornada entre o trabalho e a oração. Sob juramento, o Padre Pio admite o fenómeno das bilocações e de outros carismas sobrenaturais que Deus lhe concede em socorro das almas; pela primeira vez, conta em pormenor sobre a sua estigmação e a identidade da «personagem misteriosa» que lhe apareceu para conferir-lhe este dom extraordinário. <br /> <br /><b>…Trata-se de textos quase completamente inéditos e de notável valor documental…</b> <br />Vittorio Messori (<i>in</i> Prefácio) https://www.paulinas.pt/Product_Detail.aspx?code=988 Mon, 18 Mar 2019 10:44:11 GMT Esposos e santos «O caminho de santidade percorrido juntos, como casal, é possível, é belo, é extraordinariamente fecundo e é fundamental para o bem da família, da Igreja e da sociedade», disse João Paulo II, o primeiro Papa que beatificou um casal de esposos. Anunciando assim que «a verdade da chamada universal à santidade não se dirige somente às pessoas individuais, mas no caso daqueles que vivem no matrimónio, é o casal que está envolvido, se não até mesmo toda a comunidade familiar». <br />Este livro apresenta dez perfis de santidade conjugal e conta a beleza do amor humano através do exemplo concreto destes santos esposos que, no seu dia a dia, souberam olhar para Deus e conformar-se à sua vontade: Raïssa e Jacques Maritain, Luigi e Maria Beltrame Quattrocchi, Gianna Beretta Molla e Pietro Molla, Franz e Franziska Jägerstätter, Wiktoria e Józef Ulma, Giovanni Gheddo e Rosetta Franzi, Louis Martin e Zélie Guérin, Vittoria Rasoamanarivo, Giovanni Yu Jung-Cheol e Lutgarda Yi Sun-I, Maria Santíssima e São José de Nazaré. https://www.paulinas.pt/Product_Detail.aspx?code=1989 Mon, 18 Mar 2019 10:43:36 GMT Padre Damião «A vitalidade do Padre Damião advém de dentro, desse coração de ouro, em que Deus quis trabalhar, para nos oferecer uma imagem esplêndida que nos recorda o coração misericordioso do seu Filho Jesus. Confio que, ao ler este livro e ao entrar profundamente no coração de Damião, muitos possam crescer na aventura de servir aos mais pobres, com generosidade, e seguir ao Senhor que inspirou a vida de Damião, para que também possam saborear essa imensa felicidade que ninguém pode tirar e que surge simplesmente de saber amar» (Javier Álvarez-Ossorio). https://www.paulinas.pt/Product_Detail.aspx?code=1015 Mon, 18 Mar 2019 10:42:56 GMT Lúcia de Jesus Com o rigor a que já nos habituou, o padre Fernando Silva brinda-nos com uma belíssima biografia da Irmã Lúcia, a última vidente de Fátima, cuja primeira etapa do processo de beatificação e canonização foi concluído no ano do Centenário das Aparições, estando agora aos cuidados da Congregação das Causas dos Santos, em Roma. Como já acontecia em <I>Pastorinhos de Fátima</i>, o Autor sublinha a importância da família na transmissão dos valores religiosos aos videntes da Cova da Iria, nomeadamente: o amor da verdade, a alegria, o espírito de serviço, a generosidade e a compaixão pelos mais carecidos. Desenvolvendo uma narrativa coerente, bem fundamentada e, ao mesmo tempo, atrativa, o livro revela-nos um retrato autêntico de Lúcia de Jesus: uma «alma contemplativa» e «uma pessoa muito ativa, de resposta pronta e com sentido de humor, tudo isto enriquecido por uma compaixão profunda». https://www.paulinas.pt/Product_Detail.aspx?code=2218 Mon, 18 Mar 2019 10:42:11 GMT Paulo VI Exatamente a cinquenta anos da elevação de Giovanni Battista Montini à Cátedra de Pedro, o autor deste livro exalta, com páginas bem documentadas e de leitura agradável, a figura eterna do Venerável Paulo VI. Escolhendo a fina flor dos gestos e das palavras, delineia alguns traços verdadeiramente sugestivos da grandeza humana e espiritual do Papa, que, na sua humildade, se define «um fenómeno de pequenez». Também pela voz dos seus sucessores no ministério petrino, que o autor recolheu com amoroso cuidado, é-nos proposto o retrato de um Papa movido poderosamente e unicamente pela paixão por Deus e pela Igreja, mestre e testemunha da «civilização do amor». O livro, escrito com entusiasmo, por amor e reconhecimento, traz à luz o ensino simples e profundo que brota dos gestos sábios e decididos, às vezes imprevisíveis, mas sempre inspirados no Evangelho, do papa Paulo VI. Foi tudo isto que fez dele um mestre profético. <br /> <br /><b>Críticas de Imprensa:</b> <br />«As palavras dos Papas"Paulo VI – Mestre Profético" é um retrato de um Papa movido pela paixão por Deus e pela Igreja. Inspire-se nestas páginas escritas pelo Padre Alfredo Pizzuto que exalta, com factos documentados, a figura do Papa, que traz à luz o ensino simples e profundo dos gestos sábios do Evangelho.» <br /><b>Filipa Estrela, <i>in</i> Destak</b> <br /> https://www.paulinas.pt/Product_Detail.aspx?code=1976 Mon, 18 Mar 2019 10:41:21 GMT O visionário de Nampula Esta não é apenas uma biografia pessoal, ainda que de um singular eclesiástico, como foi/é D. Manuel Vieira Pinto que, além de Arcebispo de Nampula, foi também Administrador Apostólico da Diocese de Pemba. Esta é a narrativa de uma atitude missionária firme e sem tergiversações, em tempos coloniais, que desde o início se revestiu de particulares tons, como no-lo reproduz o autor, logo na Introdução: «Mal desembarcado do avião, e cumprimentado pelas autoridades governamentais e demais fina-flor da sociedade colonial local, logo o <i>padre</i> D. Manuel quebra o protocolo do cerimonial. Por detrás das filas dos brancos, vislumbrou, lá atrás, a multidão do povo negro. Para lá se dirige, por impulso natural, com espontânea estupefação dos portugueses. Que iria fazer o bispo? Dos braços de uma mãe macua, arranca uma criança que ergue em direção ao sol. […] Na surdina murmuração dos brancos e na explosão exaltante dos negros, naquela primeira hora, estavam escritas dolorosas perturbações que infestariam o seu caminho pastoral, pejado de tropeços, por amor dos direitos do povo concreto que Deus lhe confiara como bispo e em cujo coração ficou, para sempre, semeado.» São três centenas de páginas prenhes de testemunhos do cuidadoso pastoreio e da persistente sementeira de um atribulado profeta e intemporal visionário. https://www.paulinas.pt/Product_Detail.aspx?code=2135 Mon, 18 Mar 2019 10:40:50 GMT João Paulo II No segundo aniversário da morte do papa João Paulo II, foi entregue, à Congregação para a Causa dos Santos, o processo com as conclusões do inquérito à vida, obra, palavras e textos do Papa, passo indispensável para a sua beatificação. A Paulinas Editora junta-se a este momento histórico publicando aquela que é a primeira biografia completa do pontífice, de Luigi Accattoli, vaticanista do <i>Corriere della Sera</i>, escritor e conferencista, que o seguiu desde o primeiro ao último dos seus dias, acumulando um conhecimento extraordinário do papa polaco, ao qual dedicou cinco publicações. <br />Esta biografia, cuja primeira edição data de 1998 (traduzida em nove línguas) e que agora foi completamente reescrita e completada com a última fase da vida do papa Wojtyla, apresenta, mais que um olhar para as obras pontificais, um olhar para a aventura humana de João Paulo II, porque, como diz o Autor, esta teve uma parte significativa na determinação da maneira de ser do Papa: a espontaniedade de certas situações, a sua forma de viver a saúde e a doença, as palavras improvisadas e aqueles gestos que exprimiam as suas emoções, as numerosas viagens apostólicas a terras longínquas, geográfica ou culturalmente (e não apenas a nível religioso), que vêm aqui recordadas como verdadeiras "empresas". https://www.paulinas.pt/Product_Detail.aspx?code=828 Mon, 18 Mar 2019 10:29:04 GMT João XXIII Seguindo de perto o Diário Íntimo, este livro apresenta-nos um homem que, apesar de ter assumido um papel tão importante na história do nosso século, se destacou, sobretudo, pela sua bondade e simpatia, pelo calor humano com que desempenhou os vários cargos que ocupou, praticando sempre na sua vida quotidiana aquilo que propunha através do seu ensinamento. https://www.paulinas.pt/Product_Detail.aspx?code=306 Mon, 18 Mar 2019 10:27:22 GMT