A Fé Vive de Afeto

Variações sobre um tema vital
Autor(a): José Frazão Correia

9.90

Este é um texto interpelante que propõe a um «reconhecimento grato do dom de Deus experimentado na forma de uma justa relação afetiva». A forma como é esboçada esta proposta cabe à mestria do seu autor que, nas palavras do Pe. Tolentino Mendonça, «pertence a uma geração apostada em que a teologia se pense e expresse em português», pelo que recomenda que «saudemos com entusiasmo o arranque dessa estação».

Críticas de Imprensa:
«José Frazão pertence a uma geração apostada em que a teologia se pense e expresse em português. Saudemos com entusiasmo o arranque dessa estação.»
José Tolentino Mendonça

«José Frazão Correia é um mestre nessa difícil arte de convocar a afetividade para a reflexão. A sua teologia devolve-nos um cristianismo visível.»
Alexandre Palma

«A fé vive da confiança e da adesão livre e discernida a uma promessa digna dos nossos afetos mais íntimos e dos nossos desejos mais profundos. Neste livro, somos convidados a frequentar o humano, os nossos lugares e gestos quotidianos e, concretamente, a ousar renascer. Olhando a fé como realização do que já se desenha no nascimento. Olhando o afeto como algo que nos liga Àquele que é o mais íntimo do mais íntimo de cada um de nós.»
Margarida Corsino

Peso 180 g
Dimensões (C x L x A) 14 × 21 cm
Ano

2013

Edição

2

Encadernação

Capa Mole

ISBN

978-989-673-307-0

Páginas

128

Quantidade Miníma

1