Compromisso de Esperança

Escritos inéditos

10.00

Francisco Xavier Van Thuan, depois da sua preparação para o magistério no seu país natal, é nomeado Arcebispo coadjutor de Saigão, em 23 de abril de 1975. Assaltam-no, então, as inquietações pela sua nova diocese, ocupada por um novo poder, que promete pacificação e reconstrução. D. Van Thuan desdobra-se em intensa atividade, entre contactos e projetos para os desafios que o esperam. Em 15 de agosto, porém, sucede o impensável: foi aprisionado e encarcerado. Quatro meses depois, está num barco com mais 1500 outros prisioneiros a caminho do Norte.
«Senhor, que é feito da vida que te entreguei, agora reduzida a nada? Para que serviram os estudos, o seminário, a ordenação… os projetos para o teu serviço? Eu quero continuar fiel à Igreja, não renegar a minha opção. Onde estás, Senhor?»
Certa noite, auscultou em si uma voz: «Todas essas coisas são obras de Deus, mas não são Deus.» Foi-lhe concedida, então, uma visão nova da realidade, tal como a São Paulo, a caminho de Roma. «Compreendi que também era chamado a levar o Evangelho a um novo campo. Comecei a ver aquele navio e, mais tarde, a prisão, como a minha mais bela catedral. Um grande navio, com mil e quinhentos prisioneiros: eis a mais bela catedral onde devo anunciar o Evangelho com a palavra e com a vida. Todos aqueles prisioneiros eram o novo povo que me fora confiado por Deus, e não só eles, mas também os carcereiros.»
O seu compromisso com a Igreja foi dar fruto extra muros, transformando os campos do desespero em lugares de esperança.

Peso 180 g
Dimensões (C x L x A) 12.50 × 1 × 18 cm
Ano

2020

Edição

1

Encadernação

Capa Mole

ISBN

978-989-673-770-2

Páginas

152

Avaliações

Ainda não existem avaliações, seja o(a) primeiro(a).

0 média baseada em 0 avaliações

5star
 
0
4star
 
0
3star
 
0
2star
 
0
1star
 
0

Apenas clientes registados podem avaliar produtos que compraram.