Etty Hillesum

Uma vida transformada

15.80

A 9 de março de 1941, uma judia holandesa de 27 anos de idade, chamada Etty Hillesum – que vivia na cidade de Amesterdão, ocupada pelo inimigo – escreveu a sua primeira entrada num diário, que se tornou um dos mais notáveis documentos surgidos do Holocausto nazi. Ao longo dos seguintes dois anos e meio, uma jovem mulher insegura, caótica e perturbada foi transformada numa pessoa que inspirava todos aqueles com quem partilhava o sofrimento do campo de trânsito de Westerbork e com quem viria a perecer em Auschwitz.
Etty Hillesum: uma vida transformada explora a vida e os escritos de Etty, revelando-a como uma figura assombrosamente contemporânea.

Prefácio de José Tolentino Mendonça

Peso 300 g
Dimensões (C x L x A) 13 × 20.5 cm
Ano

2011

Edição

1

Encadernação

Capa Mole

ISBN

978-989-673-173-1

Páginas

240

Quantidade Miníma

1