Trindade – De Trinitate

Edição bilingue

45.00

PRÉMIO DE TRADUÇÃO CIENTIFICA E TÉCNICA EM LÍNGUA PORTUGUESA – FCT /União Latina – 2008

Santo Agostinho nasceu em 354, em Tagaste (na atual Argélia). Seu pai era pagão, sua mãe, Mónica, católica fervorosa. Foi ela quem mais se empenhou em que o filho, libertando-se dos desvarios da mocidade, encontrasse o caminho da conversão e da fé ortodoxa. Aos 33 anos, Agostinho, depois de um longo percurso ideológico e religioso que o conduziu à adesão ao maniqueísmo e ao ceticismo, voltou à fé católica sob influência de Santo Ambrósio.
Bispo de Hipona em 396, desenvolveu uma intensa atividade pastoral e literária que o levou ao aprofundamento da doutrina cristã e ao combate das principais heresias que mais a ameaçavam, como o donatismo, o maniqueísmo, o arianismo. Deixou cerca de uma centena de obras, sendo as mais conhecidas e louvadas as Confissões, A Cidade de Deus e Trindade. Este tratado, cuja escrita o ocupou desde os primeiros anos da conversão até à velhice, exerceu uma influência decisiva na formulação da doutrina sobre o dogma da Trindade, na teologia ocidental. Nele são expostas a doutrina bíblica, a teoria das relações das Pessoas no seio da Trindade, a explicação da imagem da Trindade no homem, as propriedades do Espírito Santo, que é amor e comunhão entre o Pai e o Filho.

Peso 920 g
Dimensões (C x L x A) 15.5 × 22 cm
Ano

2007

Edição

1

Encadernação

Capa Dura

ISBN

978-972-751-857-9

Páginas

1248

Quantidade Miníma

1